Kevin Lee desafia Anthony Pettis para luta no UFC 229

O norte-americano que utilizar o ex-campeão dos leves para alavancar sua carreira e conseguiu um combate com Georges St. Pierre

K. Lee fez sua última luta em abril de 2018 no UFC Atlantic City com peso casado. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Kevin Lee não é um dos mais populares lutadores do Ultimate, mas ele está tentando chamar a atenção do Ultimate para estar no card do UFC 229. Seus possíveis adversários Khabib Nurmagomedov, Conor McGregor, Dustin Poirier e Nate Diaz já tem suas lutas marcadas. Com as opções reduzidas, o norte-americano virou seu foco para o ex-campeão dos leves, Anthony Pettis. Em entrevista a “ESPN”, ele desafiou ‘Showtime’ para um confronto no evento de Las Vegas.

Veja Também

Kevin Lee quer enfrentar Nate Diaz no UFC 227
Dana White considera McGregor ‘um dos lutadores mais subestimados do UFC’

“Eu acho que o UFC gosta da luta. Aparentemente, há mais dois pontos naquele cartão do UFC 229. Eles estão tentando encontrar onde todos se acomodam. Tony Ferguson ainda está por aí. Existem algumas coisas a serem resolvidas, mas essa é a luta que faz sentido”, disse Lee.

Se a luta realmente acontecer, e Kevin Lee saia vencedor, poderá ter uma chance de enfrentar Georges St-Pierre. Anteriormente, o peso leve chamou ‘GSP’ de adversário digno, mas o canandense recusou o enfrentamento.

“Eu entendi o motivo dele para não lutar contra mim. Eu sou um grande risco e não muita recompensa. Entendi. Eu vou passar por isso. Dito isto, eu meio que levei isso um pouco como desrespeito. Tomei isso como um desafio, que ele não me vê como valendo o seu tempo. Eu vou fazer o meu ponto. Se eu tiver que mostrar o quanto sou bom de novo, e Anthony Pettis tem que ser a vítima disso, então eu vencerei Anthony Pettis”, explicou Kevin.

Com 20 lutas e três derrotas na carreira, Kevin Lee se diz ansioso para provar que ele é o melhor peso leve do mundo. “Não só isso, mas estou ficando melhor e melhor. Estou constantemente procurando melhorar a mim mesmo. É por isso que eu fiquei até mesmo fora da mídia por pouco, tenho trabalhado em minhas habilidades. Seja o que for que o UFC decidir, eu vou estar pronto para ir em 6 de outubro, pronto para fazer esse peso, mesmo que eles não me achem um oponente”, concluiu Lee.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário