Predador aprova novo desafio no Brave: ‘Vai ser mais gostoso bater em argentino’

Atleta da Full House comemorou a troca de rival e o duelo contra Marcelo 'Tchelo' Bustos na próxima sexta-feira

Predator (foto) comemora luta contra argentino. Foto: Divulgação / Brave

O peso leve Cleiton Predador vem de vitória fulminante sobre o egípcio Ahmed Amir em sua estreia pelo Brave. Escalado para enfrentar o argentino Marcelo Bustos no Brave 15, que acontecerá nesta sexta-feira na Colômbia, o brasileiro aprovou a mudança em sua luta – antes enfrentaria Pedro Colman, do Paraguai, que se machucou a deu lugar a “Tchelo”.

Veja Também

Treinador de McGregor diz que aposentadoria dependerá dos ‘adversários à disposição’
Bate-Estaca treina com campeã do Invicta para luta no UFC 228
Dispensado pelo UFC, Tibau é escalado para card de Ortiz x Liddell 3

Em entrevista exclusiva, o atleta da Full House ainda garantiu que pretende chegar em breve a uma disputa de cinturão do maior evento de MMA do Oriente Médio e declarou que “vai ser mais gostoso bater em um argentino”.

“A mudança de adversário não influenciou muito. Eu estava me preparando para o Colman, mas agora com o Bustos vai ser melhor. Bater em argentino vai ser mais gostoso (risos). A Argentina é freguesa do Brasil em todos os esportes e no MMA não vai ser diferente. Vou bater muito nele e mal posso esperar por mais um nocaute. O objetivo final é o cinturão, mas ele só vem com muito show e vou continuar proporcionando grandes lutas para chegar lá”, disparou Cleiton.

O brasileiro comentou sobre o aprendizado com a sua primeira luta de MMA em um evento internacional e admitiu ter ficado surpreso com o tamanho da organização:

“Aprendi com a primeira luta que devo estar sempre melhorando, sempre buscando um aprimoramento. A luta com o Amir foi muito boa, mas não deu para mostrar muita coisa, pois ele travou muito a luta, ainda que eu tenha vencido bem. Deu para ver que o Brave é um evento grande, muito forte, de um porte maior do que eu imaginava, então tenho que estar sempre melhorando para manter meu lugar aqui. Espero sempre estar à altura do Brave”.

Cleiton ainda falou sobre o que espera de sua categoria e garantiu que está preparado para dar voos maiores dentro do peso leve do Brave, hoje uma das divisões mais disputadas da organização.

“Estou muito preparado para voos maiores, quero o cinturão, não vim a passeio. Quero ser o rei do Brave. O cage do Brave vai ser a minha casa e todos vão tremer quando eu entrar lá dentro. Quero o cinturão, nada mais que isso. Minha categoria é a melhor do Brave, muito disputada, muitos adversários duros, de grandes equipes. Vamos com tudo para fazer a diferença nessa categoria e espero que o Brave sempre me dê oportunidades de lutar contra os melhores”.

O Brave 15 terá como atração principal o duelo peso leve entre os ex-lutadores do UFC Godofredo Pepey e Alex Torres.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments