Cyborg responde à noiva de Amanda: ‘não deixei de ser brasileira quando recebi cidadania norte-americana’

As provocações entre Cris e a noiva da ‘Leoa’ têm aumentado e devem acabar apenas quando as brasileiras se encontrarem no UFC 232 em Las Vegas (EUA)

C. Cyborg iniciou as provocações a rival. Foto: Reprodução/Instagram @criscyborg

Cris Cyborg e Amanda Nunes serão as protagonistas da primeira superluta feminina no UFC 232, dia 29 de dezembro em Las Vegas (EUA). Antes das lutadoras colocarem suas luvas, a brasileira e a noiva da ‘Leoa’ travaram um combate verbal. O último ‘ataque’ foi feito por Cristiane Justino que respondeu à Nina Ansaroff. A paranaense assegurou que não deixou de ser brasileira quando recebeu a cidadania norte-americana.

Veja Também

Cris Cyborg dispara contra Amanda Nunes e chama rival de ‘creonte’
Noiva de Amanda Nunes responde Cyborg: ‘Está sendo estúpida’

“Eu não deixei de ser brasileira quando recebi a cidadania norte-americana, assim como não permitia que meus colegas desrespeitassem meu país chamando-o de lixo e cheio de animais imundos. O Brasil conhece a Cris Cyborg, eu volto o tempo todo para ajudar a promover o Brasil e continuo ajudando a fazer mudanças positivas em minhas comunidades”, postou Cris em seu twitter.

O caso

A primeira provocação foi feita por Cyborg ao chamar Amanda de ‘creonte’ por treinar na American Top Team, mesma equipe de Colby Covington. Uma vez que, o campeão interino dos meio-médios em muitas oportunidades insultou o Brasil e o povo brasileiro.

Por meio das redes sociais, Nina respondeu a Cyborg acusando-a de ‘estar sendo estúpida’. A lutadora ainda lembrou que Cris possui cidadania norte-americana e treina nos Estados Unidos há mais tempo que a ‘Leoa’.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments