Cris Cyborg dispara contra Amanda Nunes e chama rival de ‘creonte’

Cyborg lembrou o termo usado pelo lendário Carlson Gracie para designar traidores; Elas se enfrentam no UFC 232, dia 29 de dezembro

Cyborg (esq.) e Amanda (dir.) se enfrentam no UFC 232. Foto: Reprodução / Twitter

Cris Cyborg e Amanda Nunes detém a posse dos únicos cinturões brasileiros no UFC na atualidade. Porém, o clima entre as atletas não é nada bom. Escaladas para encerrarem o ano com uma superluta de campeãs no UFC 232, dia 29 de dezembro, as provocações voltaram com força total.

O nível de tensão entre as duas é tamanho que Cyborg chamou a compatriota de “creonte”, termo criado por Carlson Gracie, lendário lutador de jiu-jitsu e técnico de MMA, para nomear traidores no esporte. A campeã peso pena lembrou o fato da rival fazer parte da academia American Top Team, time com sede na Flórida, liderado por brasileiros, mas onde também treina Colby Covington. O norte-americano ficou famoso por chamar os brasileiros de ‘animais sujos’ durante o UFC São Paulo, em 2017 e se recusar a lutar no Rio de Janeiro, alegando ter sofrido ameaças de morte.

Veja Também

Brock Lesnar retorna a WWE, mas luta contra Cormier ainda deve acontecer no UFC
Wand e Werdum provocam Hunt após derrota no UFC Moscou
Cris Cyborg acredita que luta com Amanda Nunes será sua última no UFC

“‘Creonte’ é a palavra que se usa no Brasil para os traidores. Acho vergonhoso que Amanda Nunes seja a primeira campeã brasileira do UFC e, ao invés de representar o Brasil quando luta, ela se diz ‘American Top Team’. Ela desrespeita os fãs brasileiros sempre que entra no octógono como parte da American Top Team. Essa é a mesma academia do Colby Covington. Ele desrespeitou tanto o Brasil que o UFC teve tanto medo de não ter seguranças suficientes para garantir a sua integridade física que transferiu sua luta contra Rafael dos Anjos do Brasil para os EUA”, afirmou Cris, em entrevista ao site do canal Combate.

“Amanda Nunes treina todos os dias com Covington e até divide os treinadores com ele. De onde eu venho no Brasil isso nunca aconteceria. Alguém consegue imaginar Chael Sonnen entrando na Chute Boxe para treinar com Anderson Silva ou Wanderlei Silva, ou com os seus treinadores? Vocês acham que ele o deixariam treinar lá depois de tudo o que ele falou do Brasil? Não. Eles defenderiam a honra do Brasil. Amanda não tem esse tipo de respeito pelo Brasil”, completou.

Amanda maior de todos os tempos?

Antes das provocações de Cris, Amanda afirmou que caso vença Cyborg no duelo pelo título dos penas, ela será a maior lutadora de todos os tempos. A declaração não passou batida pela paranaense. Ela fez questão de lembrar as quatro derrotas da carreira da baiana, inclusive quando ela foi superada por nocaute técnico diante de Cat Zingano, em 2014

“Amanda tem dito a todos que, se ela me vencer, será a maior de todos os tempos. Mas será que ela acha que todos esqueceram suas quatro derrotas? Ela desistiu contra Cat Zingano, e todos sabem que ela não quer enfrentar Cat novamente. Para ser a maior de todos os tempos você não pode ter medo de ninguém, principalmente alguém que já te venceu. Eu pedi diversas vezes uma revanche contra Erica Paes, mas ela nunca aceitou. Ainda quero uma nova luta de Muay Thai contra Jorina Baars. Mas na hora que você menciona o nome de Cat para Amanda, ela fica calada como um rato”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário