Mousasi revela que quase se aposentou após lesão: ‘Não quero ficar retardado’

Campeão peso médio do Bellator admitiu que está pensando em pendurar a luvas num futuro próximo

Mousasi pensou em se aposentar em 2017 (Foto:Facebook/GegardMousasi)

Campeão peso médio do Bellator e considerado um dos melhores lutadores peso por peso da atualidade, Gegard Mousasi por pouco não teve que abandonar o esporte de maneira precoce, aos 33 anos. O lutador armênio-holandês-iraniano revelou que um problemas nos olhos, em outubro de 2017, logo após estrear com vitória sobre Alexander Shlemenko no cage circular, por muito pouco não o impediu de continuar sua carreira, admitindo que passou a ficar mais preocupado com seu futuro após o episódio.

Veja Também

Renato Moicano enfrenta Mirsad Bektic no UFC 231, em dezembro
Jones minimiza fama de trapaceiro por polêmicas com doping: ‘Eu sou bom para c***’
Gustafsson elogia Jon Jones, mas garante: ‘Vou nocauteá-lo’

“As pessoas não viram o que aconteceu depois da luta contra o (Alexander) Shlemenko. Eu estava em um hospital. Não conseguia me mexer e não sabia se perderia o olho ou não. As pessoas não viram essa parte. Não sabia se tinha perdido a vista, porque os médicos estavam conversando. Meu olho estava fechado. Eles não sabiam o que havia de errado com meu olho. Então, por muito tempo eu estava literalmente no escuro. Graças a Deus, não houve ferimentos graves nos olhos. Mas sim, eu não posso lutar dessa forma. Quero ganhar dinheiro, mas quero acabar saudável. Eu não quero ficar retardado depois de três lutas”, declarou Gegard, em entrevista ao programa ‘The MMA Hour’.

Com apenas mais três lutas em seu contrato com o Bellator, Mousasi admitiu que já está pensando em pendurar as luvas. Para ele, a decisão final será tomada de acordo com o que acontecer em seus próximos combates.

“Se eu continuar obtendo vitórias sem me machucar, continuar vencendo sem ter sequer uma lesão, é claro que poderia fazer mais do que apenas três lutas. Mas, para ser honesto, analisarei como serão minhas próximas lutas, para então, sendo sincero, me aposentar”, concluiu o lutador.

Vindo de vitória recente contra Rory MacDonald no Bellator 206, Mousasi vive momento mágico em sua carreira, com oito triunfos consecutivos, sendo seis por nocautes. Ex-UFC, o europeu acumula um currículo de respeito, já tendo batido nomes como Thiago Marreta, Thales Leites, Vitor Belfort, Uriah Hall, Chris Weidman, Rafael Carvalho, Mark Hunt, Ronaldo Jacaré, Dan Henderson, dentre outros. Além da conquista do cinturão do Bellator, outro momento marcante na carreira de Gegard foi ter sido campeão meio-pesado do extinto Strikeforce. Ao todo, são 46 resultados positivos, seis negativos e dois empates como profissional.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments