Presidente do UFC afirma que futuro de Jones depende do lutador ‘se manter limpo’

Dana White garantiu que gostaria de poder marcar algumas lutas para 'Bones' em 2019, mas isso depende do campeão dos meio-pesados se manter fora de problemas e na academia

D. White foi cauteloso ao falar do futuro do campeão dos meio-pesados . Foto: Reprodução/Youtube ufc

Jon Jones voltou a dar show no octógono e mostrou porque é considerado um dos melhores atletas da história do MMA ao nocautear Alexander Gustafsson na luta principal do UFC 232, no sábado (29). Entretanto, as polêmicas fora dentro do cage influenciaram negativamente no legado do lutador no esporte. Pensado nisso durante a coletiva de imprensa, o presidente do Ultimate, Dana White foi ponderado ao falar sobre os próximos passos do atleta na organização.

Veja Também

UFC 232: Jon Jones volta a vencer Gustafsson e reconquista cinturão dos meio-pesados
VÍDEO: Assista o nocaute de Jon Jones sobre Alexander Gustafsson no UFC 232

O comandante da franquia de MMA relembrou durante a conversa com o jornalistas que o caso de doping de Jones foi o motivo do UFC 232 ter sido transferido de Las Vegas para Inglewood em menos de uma semana. White assegurou que para  ‘Bones’ continuar lutando no UFC precisa se manter limpo e longe de problemas.

“A grande questão que envolve Jones é essa: ele veio para essa luta, o combate tinha que acontecer, ele não testou positivo para PED (Substância de Alto Rendimento), já falamos sobre essa m*** toda semana passada e sabemos disso. Mas agora o que tem que acontecer é: Jon Jones tem que passar pelo teste da Comissão Atlética do Estado da Califórnia, de cabeça não sei se eles testam também para drogas recreativas, qual é o esquema. Mas Jones precisa se manter limpo, fora de problemas, se manter na academia. Adoraria mantê-lo ocupado esse ano”, explicou White.

Em tom de brincadeira, Dana afirmou que ‘mataria’ Jones se ele testasse positivo novamente no exame antidoping. Entretanto, o comandante ressaltou que Jon precisa passar pelos por teste durante o UFC 232 que são mais rigorosos aos demais feitos antes das competições.

“Tem testes de doping na hora da luta também, hoje provavelmente. Então ele tem que passar nesses testes também. A diferença é que quando você está competindo, eles normalmente te testam com drogas recreativas também: maconha, cocaína, essas coisas. O futuro de Jon Jones depende do resultado de diferentes testes de doping, ele precisa se manter passando nos testes, se manter limpo, focado nos treinos, para poder dar uma reviravolta em sua vida. Eu vou me matar (se ele não passar no teste de doping do UFC 232) …. Se ele conseguir acertar sua vida pessoal, quem sabe o que ele pode conquistar? Ninguém sabe o que ele seria capaz de fazer”, concluiu Dana.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário