Empresário de Khabib garante que o russo não deve enfrentar Tony Ferguson

Ali Abdelaziz explicou que procura um lutador que seja um 'bom vendedor de pay per views' para lutar com o campeão dos leves em seu próximo duelo e por isso 'El Cucuy' não está nos planos

K. Nurmagomedov terá que esperar o julgamento para decidir seu futuro. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Khabib Nurmagomedov finalizou Conor McGregor e manteve o cinturão dos leves na luta principal do UFC 229 em outubro do ano passado. Após o triunfo contra o arquirrival, o russo parece ter aumentado seu ‘passe’. Em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting, o empresário do lutador, Ali Abdelaziz afirmou que ‘Eagle’ busca lutas mais lucrativas e por isso Tony Ferguson não será o próximo desafiante ao título da categoria.

Veja Também

Presidente do UFC planeja revanche entre Khabib e McGregor em 2019
Dana White pede que B.J. Penn se aposente após nova derrota no UFC

Abdelaziz revelou que o legado de Khabib já foi consolidado e agora quer lutas que rendam o máximo de dinheiro possível. Com isso, ele pode deixar lutadores bem ranqueados como, Ferguson, Dustin Poirier, Al Iaquinta e Kevin Lee.

“Khabib não precisa lutar contra mais ninguém pelo seu legado. Ele já fez o que tinha que fazer. Agora queremos as lutas que rendam o máximo de dinheiro possível. No boxe, no MMA ou no esporte que for. Eu adoro Tony Ferguson, mas garanto que ele não está nesta lista. Pode ter certeza que Ferguson não será o próximo adversário de Khabib, porque ele não é um grande vendedor de pay per views. Precisamos de alguém que venda bem as lutas”, disse Ali.

Nurmagomedov já revelou interesse de lutar com McGregor em uma revanche, Georges St-Pierre e Floyd Mayweather. Antes de voltar a lutar, o russo terá que aguarda o julgamento da Comissão Atlética de Nevada no dia 29 de janeiro. O comitê irá avaliar sua participação na briga generalizada no UFUC 229. O campeão pode receber uma suspensão longa e uma multa milionária por ter pulado a grade do octógono para atacar o treinador de jiu-jitsu, Dillon Danis.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário