De olho no UFC 237, Demian Maia aceita desafio de Diego Sanchez

Com apenas duas lutas até a aposentadoria, o brasileiro está pleiteando uma vaga no evento do Ultimate no Rio de Janeiro, dia 11 de maio

D. Maia deve se aposentar em 2019 após 12 anos de carreira no UFC. Foto: Reprodução/Youtube ufc

Com mais duas lutas em seu contrato com o Ultimate, Demian Maia proteja o fim de sua carreira nas artes marciais mistas em 2019. Pensando nisso, o brasileiro aceitou o desafio feito por Diego Sanchez. Em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting, o veterano ontou que procura lutas que lhe interessem, não apenas um rival ranqueado

Veja Também

Com atuação impecável, Demian Maia finaliza Lyman Good no primeiro round do UFC Fortaleza
VÍDEO: Assista à finalização de Demian Maia sobre Lyman Good no UFC Fortaleza

“Tenho muito respeito pelo Diego, ele é um guerreiro, e como eu disse no Twitter, você nunca pode subestimar a experiência. Realmente achei bacana ver ele superar as adversidades e conquistar a vitória. Não é fácil atuar em alto nível por tanto tempo, é um esporte duro, e ele merece muita consideração. Então, estaria honrado de competir contra ele, depois de tudo que construímos no esporte. Por que não? Acho que se tem um momento para isso (a luta) fazer sentido, é agora. Se não acontecer agora, é provável que nunca mais aconteça”, declarou Demian.

Maia contou que procura lutas que lhe interessem, não apenas um rival ranqueado. Por isso aceitou verbalmente o confronto com Sanchez. Além disso, Demian quer realizar a penúltima luta da carreira em solo brasileiro. O especialista em jiu-jitsu pediu uma vaga no UFC 237 que vai acontecer no Rio de Janeiro, dia 11 de maio.

“Gostaria de lutar no Rio, mas nesse estágio da minha carreira, acho que uma luta contra um rival que faz sentido no momento é a coisa mais importante para mim. Então o oponente meio que pesa mais que o card nesse sentido. Já lutei contra basicamente todos da divisão, incluindo os três melhores de maneira seguida. Tenho 41 anos, indo para as minhas últimas lutas, agora acho que lutas agradáveis são a coisa mais importante, não necessariamente (ficar) atrelado ao ranking”, concluiu Maia.

Demian Maia vem de uma vitória por finalização sobre Lyman Good no UFC Fortaleza em fevereiro de 2019. Enquanto, Diego Sanchez soma dois triunfos seguidos no Ultimate sobre Craig White e Mickey Gall.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário