Conor McGregor surpreende e anuncia aposentadoria do MMA

Ex-campeão dos penas e leves do UFC, irlandês fez a revelação através de uma postagem no Twitter na madrugada desta terça-feira

C. McGregor anuncia aposentadoria do MMA. (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

Conor McGregor surpreendeu o mundo das lutas na madrugada desta terça-feira (26). O irlandês, de forma inesperada, anunciou sua aposentadoria como lutador profissional de MMA. Através de uma publicação no Twitter, ele revelou que está pendurando as luvas oficialmente.

Veja Também

Dana White defende Mcgregor após anuncio de aposentadoria
Vídeo: Boxeador assedia repórter com beijo forçado e gera polêmica
José Aldo recebe alta de internação e deve lutar no UFC 237

“Ei caras, rápido anúncio, eu decidi me aposentar hoje do esporte que já foi conhecido como ‘Arte Marcial Mista’. Desejo tudo de bom daqui para frente na competição aos meus ex-colegas. Vou agora me juntar aos meus ex-sócios neste empreendimento na aposentadoria. Piña Coladas por minha conta, amigos!”, diz McGregor fazendo referência aos irmãos Lorenzo e Frank Fertitta, que venderam o UFC em 2018 e deixaram a modalidade.

Mais uma vez

A surpreendente decisão desta terça-feira não é inédita para McGregor. Em abril de 2016, o irlandês também anunciou sua aposentadoria pelo Twitter. Na ocasião, ele estava insatisfeito com uma exigência do UFC para que ele participasse de compromissos promocionais para o UFC 200,

Algumas semanas depois, voltou atrás e fechou contrato para enfrentar Diaz no UFC 202.

A carreira de McGregor

Conor McGregor, de 30 anos, construiu uma carreira com 21 vitórias e quatro derrotas. O maior vendedor de pay-per-view da história do UFC chegou ao evento ainda sem grande prestigio em 2013. Mas com seu estilo provocador fora do octógono e agressivo dentro da área de lutas ele logo ganhou fãs e inimigos pelo mundo

O ‘Notorious’ provocou  José Aldo por longos anos em busca de uma luta pelo cinturão até derrotar o brasileiro com um nocaute fulminante, em apenas 12 segundos, no UFC 194, em dezembro de 2015 e levar o título dos penas (até 65,7 kg.).

Em 2016, Conor marcou seu nome na história mais uma vez. No UFC 205, ele nocauteou Eddie Alvarez, conquistou o cinturão dos leves (até 70,3 kg.) e se tornou o primeiro lutador a ser campeão simultâneo em duas categorias.

No ano de 2017, McGregor se aventurou no boxe e desafiou o invicto campeão Floyd Mayweather. O irlandês foi nocauteado no 10º assalto, mas deixou a superluta com uma bolsa de US$ 100 milhões.

A volta ao UFC aconteceu em 2018 com outra grande rivalidade, dessa vez com Khabib Nurmagomedov. Durante a promoção da luta, Conor chegou a ser preso, em março, por invadir um estacionamento caçando o russo para um ‘acerto de contas’. O duelo aconteceu no UFC 229, em outubro, e o irlandês acabou finalizado no quarto round.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário