Khabib sobre aposentadoria de McGregor: ‘Só pode haver um leão na selva’

Campeão Peso Leve do UFC e algoz do irlandês alfineta rival após decisão inesperada

K. Nurmagomedov (esq.) provoca McGregor após anúncio de aposentadoria do rival. Foto: Reprodução/Instagram @ufcbrasil

Após o anúncio da aposentadoria de Conor McGregor, na madrugada desta terça-feira (26), um velho rival não perdeu a oportunidade de provocar o irlandês. O russo Khabib Nurmagomedov foi até o Twitter e alfinetou seu inimigo declarado.

“Só pode haver um leão na selva, apenas um”, escreveu Khabib no microblog.

Veja Também

Conor McGregor surpreende e anuncia aposentadoria do MMA
Dana White defende Mcgregor após anuncio de aposentadoria
Dana White se impressiona com nocaute de Pettis sobre Thompson

A rivalidade

Khabib e McGregor têm um longo histórico de provocações em suas trajetórias no UFC. Os dois se enfrentaram em outubro de 2018, UFC 229. Na ocasião, o russo levou a melhor e defendeu o cinturão dos leves.

Durante toda a promoção da luta, o irlandês provocou duramente o russo, fazendo referências negativas à sua família e religião. O fato não foi bem aceito por Khabib, que, logo após o embate, provocou uma briga generalizada ao saltar as grades do octógono na tentativa de agredir um dos treinadores de Conor.

A luta terminou com Nurmagomedov obrigando o ‘Notorious’ a desistir após ter sido pego em uma gravata de mandíbula. Após a batalha, diversos rumores começaram a surgir sobre uma possível revanche entre os dois, porém, após o anúncio da aposentadoria de McGregor, os planos foram frustrados.

No início de 2019, quase três meses após a luta, ambos os lutadores receberam punições da Comissão Atlética de Nevada (NAC). Khabib foi suspenso por nove meses, além de ter que desembolsar US$500 mil (cerca de R$1,8 milhões); já Conor recebeu uma pena mais branda, sendo suspenso por seis meses e desconto de US$50 mil (cerca de R$180 mil) em sua conta.

A carreira de McGregor

Conor McGregor, de 30 anos, construiu uma carreira com 21 vitórias e quatro derrotas. O maior vendedor de pay-per-view da história do UFC chegou ao evento ainda sem grande prestigio em 2013. Mas com seu estilo provocador fora do octógono e agressivo dentro da área de lutas ele logo ganhou fãs e inimigos pelo mundo

O ‘Notorious’ provocou José Aldo por longos anos em busca de uma luta pelo cinturão até derrotar o brasileiro com um nocaute fulminante, em apenas 12 segundos, no UFC 194, em dezembro de 2015 e levar o título dos penas (até 65,7 kg.).

Em 2016, Conor marcou seu nome na história mais uma vez. No UFC 205, ele nocauteou Eddie Alvarez, conquistou o cinturão dos leves (até 70,3 kg.) e se tornou o primeiro lutador a ser campeão simultâneo em duas categorias.

No ano de 2017, McGregor se aventurou no boxe e desafiou o invicto campeão Floyd Mayweather. O irlandês foi nocauteado no 10º assalto, mas deixou a superluta com uma bolsa de US$ 100 milhões.

A volta ao UFC aconteceu em 2018 com outra grande rivalidade, dessa vez com Khabib Nurmagomedov. Durante a promoção da luta, Conor chegou a ser preso, em março, por invadir um estacionamento caçando o russo para um ‘acerto de contas’. O duelo aconteceu no UFC 229, em outubro, e o irlandês acabou finalizado no quarto round.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário