UFC Kansas: Ketlen Vieira vence, mas Augusto Tanquinho perde para Sterling

Brasileira do peso galo segue invicta com dois triunfos no Ultimate, enquanto brazuca chegou a segundo revés em três lutas

K. Vieira comemora vitória no UFC Kansas (Foto: Josh Hedges/UFC)

K. Vieira comemora vitória no UFC Kansas (Foto: Josh Hedges/UFC)

O card preliminar do UFC Kansas teve um pouco de tudo: nicautes, finalizações e duelos bastante parelhos foram a ordem do dia. Destaque para os duelos envolvendo brasileiros. Ketlen Vieira manteve a invencibilidade na carreira e venceu Ashlee Evans-Smith por decisão, enquanto Augusto “Tanquinho” Mendes perdeu para Aljamain Sterling. No mais, ncautes, finalizações e duelos bastante parelhos foram a ordem do dia.

Tanquinho x Sterling

Tanquinho teve pela frente uma pedreira em Sterling, o número 8 do ranking dos galos. Mesmo com boas raspagens e mostrando perigo de costas para o chão, o brasileiro, campeão mundial de jiu-jitsu, acabou sendo derrotado pelo volume de golpes em pé de Sterling, além do jogo de quedas superior do jamaicano.

No primeiro assalto, Sterling foi superior na trocação, usando sua movimentação pouco usual para confundir Tanquinho. Ao conquistar a queda, o jamaicano chegou a ficar em perigo com uma bela reversão do brasileiro, mas usou sua experiência no wrestling para ficar fora de perigo. O segundo round foi um pouco menos equilibrado, com Sterling usando sua trocação superior para manter Mendes à distância

Com as costas para a parede, Tanquinho chegou ao terceiro round mais afoito na trocação, permitindo que Sterling o quedasse mais de uma vez. O brasileiro parecia cansado e, apesar de tentar repetir a queda que conseguiu antes, não foi capaz de recolocar o adversário no chão e o jamaicano foi declarado vencedor.

Com isso, o brasileiro chega a duas derrotas e uma vitória no UFC. Seu outro revés foi para o atual campeão da divisão dos galos, Cody Garbrandt. Tanquinho aceitou essa luta com pouco tempo de preparo e acabou nocauteado. Seu único triunfo no Ultimate foi contra Frankie Saenz, por decisão.

Ketlen vence e mantém invencibilidade

Veja Também

R. Jacaré com novo contrato em foto postada por D. White (Foto: Reprodução)
Jacaré renova com o UFC na véspera de última luta do contrato antigo
Marlos (esq) e Assunção (dir) se enfrentam no Rio de Janeiro. (Fotos: UFC/Montagem: Super Lutas)
Marlon Moraes estreia no Ultimate contra Raphael Assunção no UFC 212
McGregor (esq) com John Kavanagh (dir) (FOTO: Sportsfile/Corbis via Getty Images)
Técnico de McGregor acusa Mayweather de bater em mulheres: ‘É um canalha’

Na primeira luta da noite, Ketlen Vieira surpreendeu ao dominar completamente os três rounds contra Ashlee Evans-Smith. Número 13 do ranking dos galos, a norte-americana parecia perdida com a direita poderosa da brasileira, que furou sua guarda repetidamente durante os 15 minutos de ação.

O contra-ataque de Ketlen também estava em dia. A lutadora da Nova União aproveitava as tentativas de chute de Evans-Smith para soltar um gancho de direita, que magoou o olho esquerdo da adversária. Durante toda a luta, Viera contra-atacou com o gancho, além de usar uma sequência que terminava com uppercut. A brasileira foi dona das ações em pé e ainda conseguiu uma queda durante o duelo.

A vitória por decisão de Ketlen signifca que ela segue invicta no UFC e na carreira. Pelo Ultimate, são duas vitórias e ela chegou a oito vitórias em seu cartel. Seu outro triunfo na organização foi diante de Kelly Faszholz, em outubro do ano passado, na sua estreia.

Mais Lutas

Nas outras lutas da porção preliminar, destaque para a vitória por guilhotina de Zak Cummings sobre Nathan Coy. Lutador da casa, Cummings aproveitou um descuido do veterano ex-TUF para encaixar o golpe da montada. Coy se recusou a dar os três tapinhas e acabou apagado. O árbitro Mike England foi criticado nas redes sociais por não perceber de imediato que Nathan estava inconsciente.

Outro grande combate foi o duelo peso mosca entre Tim Elliott e Louis Smolka. Em 15 minutos, os dois trocaram muitos giros no chão, com várias quedas e tentativas de finalização, principalmente de Elliott, que voltou ao UFC como campeão do TUF 24 e deu trabalho ao campeão Demetrious Johnson. No fim, vitória por decisão justa do ex-desafiante ao cinturão.

Junto com Elliott x Smolka, a grande luta das preliminares foi o duelo entre Andrew Sanchez e Anthony Smith. Sanchez, vencedor do TUF 23, dominava o combate com uma mistura de combinações e entradas de queda, quando foi surpreendido, no terceiro round, por uma sequência arrasadora de Smith. O “Coração de Leão” nocauteou o adversário com um chute na cabeça após combinação de socos.

Resultado do card preliminar do UFC Kansas

Peso pesado: Alexander Volkov derrotou Roy Nelson na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo: Tom Duquesnoy venceu Patrick Williams por nocaute técnico aos 28s do R2

Peso leve: Rashid Magomedov venceu Bobby Green por decisão dividida (29-28, 29-28, 28-29)

Peso mosca: Tim Elliott venceu Louis Smolka por decisão unânime (3x 30-27)

Peso galo: Aljamain Sterling venceu Augusto Tanquinho por decisão unânime (3x 29-28)

Peso meio-pesado: Devin Clark venceu Jake Collier por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26)

Peso médio: Anthony Smith venceu Andrew Sanchez por nocaute aos 3m52s do R3

Peso meio-médio: Zak Cummings venceu Nathan Coy por finalização (guilhotina) aos 4m21s do R1

Peso galo: Ketlen Vieira venceu Ashlee Evans-Smith por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário