Wanderlei sonha com revanche contra Belfort e ameaça Sonnen

Brasileiro falou que norte-americano deve ficar longe dele antes da luta dos dois e aprovou ideia de liga das lendas do Fenômeno

W. Silva falou sobre rivais (Foto: Reprodução Youtube)

W. Silva falou sobre rivais (Foto: Reprodução Youtube)

Wanderlei Silva está pronto para voltar ao MMA após mais de quatro anos fora. No dia 24 de junho, ele enfrenta Chael Sonnen no Bellator 180, em Nova York, e mandou um recado ao inimigo, sem esquecer de outro rival, Vitor Belfort. O “Cachorro Louco” aprovou a ideia do “Fenômeno” de criar uma liga das lendas e admitiu que sonha com uma revanche contra Belfort – os dois lutaram em 1998, no UFC 17.5, em São Paulo, e Vitor levou a melhor, com um nocaute fulminante no primeiro minuto de luta.

Os dois chegaram a ter a revanche marcada no UFC, quando foram os treinadores da primeira temporada do The Ultimate Fighter Brasil. Na ocasião, porém, Belfort quebrou a mão e foi substituído por Rich Franklin, mas Wanderlei ainda não digeriu a lesão do rival.

Veja Também

Belfort venceu Marquardt por pontos no UFC 212 (Foto: Inovafoto)
Vitor Belfort contesta ‘choro’ de Marquardt, mas aceita revanche
Aldo (dir) não resistiu a Holloway (esq) (Foto: Inovafoto)
Técnico revela lesão na perna de Aldo antes de luta com Holloway
Dana lamentou problemas na transmissão de May-Mac (Foto: Reprodução/Youtube UFC)
Dana White responde Johnson e dispara: ‘McGregor é melhor’

“Eu acho que o Belfort teve um ciclo glorioso no UFC, fez grandes eventos, grandes lutas, mas faltou a revanche com o Silva, porque naquela ele disse que quebrou a mão. Na verdade, foi muito estranha a lesão, logo ele que é todo… que toma todo cuidado do mundo para não se machucar, que é altamente profissional… Quebrar a mão em um sparring? Belfort… (…) Se ele quiser, a liga dos quarentões, eu iria adorar dar as boas vindas a ele no Bellator. Seria muito bom se finalmente conseguíssemos fazer essa revanche. Ele deu aquela explodida dele, mas naquela não caio mais, ele que venha com uma nova. Aquela explodida está manjada. É boa, mas está manjada (risos)”, comentou Wanderlei em entrevista ao Combate.com.

O brasileiro ainda mandou uma mensagem ao Sonnen, dizendo para o norte-americano ficar longe dele antes de os dois se enfrentarem. Wand alega que não foi à coletiva justamente para não repetir a amiga Cris Cyborg, que encontrou a desafeto Angela Magaña em um evento do UFC e acertou um soco nela.

“A verdade é que eu não fui à coletiva porque não queria fazer como a Cris Cyborg, que socou o dente da garota. Quando eu vejo aquele cara, não sei o que vai acontecer. Sou profissional, mas com ele é diferente. Esse cara… Não quero fazer isso antes da luta, mas quando o vejo, não sei o que vai acontecer, qualquer coisa pode acontecer. Se ele fizer comigo o que fez comigo no Brasil… Como meu pai dizia, “com homem, não se pode brincar”. (…) Não gosto muito de falar, quero lutar. Na próxima vez que eu vir Chael Sonnen, ele vai sentir o que tenho para ele. Ele fala muito, falou muitas coisas ruins de mim aqui no Brasil. Ele está em apuros. Ele precisa ficar longe de mim, porque quando eu o vir, não vai ser bom pra ele”, ameaçou o brasileiro, em entrevista ao programa norte-americano “The MMA Hour”.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário