Motorista que atropelou ex-UFC no Pará confessa assassinato

Na última semana, Rodrigo Goiano Lima, o ‘Monstro’, foi morto por Jefferson Roger Maciel Barata após entrar em discussão com motorista de aplicativo

Motorista que atropelou R. Monstro confessa crime. Foto: Reprodução/Facebook Rodrigo.monstro.1

Jefferson Roger Maciel Barata, o motorista que atropelou o ex-UFC Rodrigo Monstro, foi preso polícia e confessou ter sido o autor do assassinato. Em entrevista ao ‘UOL’, o suspeito comentou sobre o crime. Rodrigo era irmão do lutador Michel Trator.

Veja Também

Dana White alfineta Ronaldo Jacaré: ‘o quarto do ranking deve vencer quem vem atrás’
Lian McGeary publica imagem de mandíbula quebrada após derrota no Bellator 220
Dana White critica atuação de Dmitrii Smoliakov em derrota para Greg Hardy: ‘Foi estranho!’

‘Eu sempre pensei em uma maneira de criar a minha família e não deixar que meus filhos crescessem sem pai. Sinto por sua família. Me arrependo e já pedi perdão a Deus. Era uma das coisas que eu mais temia: tirar a vida de alguém’, comentou Jefferson. ‘Comecei esse trabalho para ter mais tempo na igreja. Me tornei referência para os jovens, ensinando música, e acabou que aconteceu isso’, relatou.

Segundo depoimento do suspeito, ele transportava Rodrigo e alguns amigos, quando, em um momento, solicitou que os passageiros não fizessem tanto barulho. Imediatamente, ‘Monstro’ começou a agredir o motorista com socos e começaram uma discussão. Jefferson, então, desceu do carro e retirou as bagagens do porta-malas. Momentos depois, o suspeito retornou ao local e atropelou a vítima, que veio a óbito.

Jefferson se mostrou arrependido e dizia que se casaria no dia em que foi preso pelas autoridades. O suspeito ainda alegou que queria apenas dar um susto em Rodrigo.

“Eu estava emocionalmente abalado e pensei: ‘vou dar um susto nele’. Jamais imaginei que ia tirar a vida de alguém”, contou.

‘Eu nunca fiz mal a ninguém. Hoje seria meu casamento. Eu ia começar uma vida nova. Vou pagar pelo que fiz e me arrependo profundamente. Peço perdão à sua família e amigos’, finalizou o motorista.

Jefferson permanecerá preso e será acusado de homicídio.

Rodrigo Monstro, de 28 anos, era casado e pai de dois filhos. Sua última luta aconteceu em junho do ano passado, quando derrotou Luiz Fabiano ‘Caipira’ por finalização no primeiro round, no ‘Shooto Brasil 85’.

 

Deixe seu comentário