Johnny Walker acredita que mais duas vitórias o credenciam à disputa pelo cinturão

Novo fenômeno brasileiro revela estar próximo de ser o novo desafiante meio-pesado e se diz pronto para enfrentar Jon Jones

J. Walker jacredita que está a duas lutas da disputa do título. Foto: Reprodução/Instagram @johnnywalkerufc

Johnny Walker surpreende não apenas dentro do octógono, mas também fora dele. Em entrevista recente na zona mista do UFC 237, no último sábado (11), no Rio de Janeiro, o brasileiro não se esquivou e revelou faltar pouco para disputar o título de sua categoria. Walker vem de três vitórias incríveis dentro do Ultimate.

Veja Também

Adversário de Vicente Luque é flagrado no doping e substituído no UFC Rochester, neste sábado
Kevin Lee promete batalha sangrenta contra Rafael dos Anjos neste sábado
Empresário de Fabrício Werdum acredita em volta por cima do atleta após caso de doping

“Cara, eu acho que uma ou duas vitórias são o suficiente”, confessou Johnny. “Tudo o que eu preciso é recuperar meu ombro e voltar aos treinos. Mas estou pronto. Eu tenho técnica e experiência para isso”, disse o brasileiro.

Sobre um possível encontro contra a lenda do MMA, Jon Jones, Walker não teve rodeios sobre a expectativa sobre um possível duelo contra o norte-americano no futuro.

“Eu já estou pronto para vencer Jon Jones agora. Qualquer um que colocarem para me enfrentar, vou lugar. Mas prefiro encarar alguém do top 5. Mas, se for do top 10, tudo bem. Eu sou o número 12 agora. Aceito qualquer um que esteja na minha frente. Quero bater Jones”, afirmou o meio-pesado (até 93kg.).

Johnny, no entanto, reconhece que existe uma fila de espera e um critério adotado dentro da organização para o casamento das lutas. Resta ao atleta, então, continuar vencendo e aguardar a sua oportunidade.

“Eu tenho que ir devagar. Eu não quero pegar o lugar de ninguém. Muitos lutadores merecem isso mais do que eu. Eu ainda tenho muito a mostrar e vou conquistar meu espaço”, finalizou o atleta.

Walker se recupera de uma lesão no ombro ocorrida após sua comemoração extravagante em consequência de sua última vitória. Depois de derrotar Misha Circunov em apenas 36 segundos, o brasileiro se jogou ao chão sem o apoio das mãos e acabou se machucando.

O atleta, de 27 anos, realizou apenas três lutas no Ultimate, vencendo todas por nocaute. Johnny ganhou fama após ficar registrado que, somando o tempo em atuou dentro do octógono do UFC, a somatória não chega a três minutos.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário