Thiago Marreta admite não enxergar um ponto fraco no estilo de Jon Jones

Brasileiro, que encara o campeão dos meio-pesados no UFC 239, reconhece talento de adversário, mas segue confiante em vitória

T. Marreta (foto) admite dificuldade para encontrar falhas em J. Jones. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O brasileiro Thiago Marreta será mais um a tentar encerrar o reinado do, até então, imbatível Jon Jones. Em entrevista recente ao site ‘MMA Junkie’, o desafiante ao título dos meio-pesados (até 93kg.) comentou sobre as dificuldades de encontrar brechas no estilo de ‘Bones’. Os atletas dividirão o octógono na luta principal do UFC 239, no dia 6 de julho, em Las Vegas (EUA).

Veja Também

Rafael dos Anjos acredita em vitória por finalização sobre Kevin Lee neste sábado
Mesmo derrotado, Anderson Silva recebe mais de R$2 milhões após UFC 237
Anderson Silva fala em aposentadoria pela primeira vez após lesão

“Nós não fomos capazes de encontrar uma falha no jogo dele. Mas nós nunca o vimos com as costas no chão. Melhor ainda, nós nunca o vimos com as costas no chão e sendo golpeado. Então, veremos”, comentou Marreta.

O lutador, no entanto, fez questão de falar sobre a versatilidade de seu adversário. Jones é considerado por alguns como o melhor lutador da história do MMA. Sua fama foi conquistada por ele se apresentar bem em todos os estilos necessários nas artes marciais mistas.

“Ele é um cara muito inteligente. Ele se adapta. Se ele está mal em pé, ele leva a luta para o chão. Se está mal no chão, ele leva para cima. Caso esteja ruim no centro do octógono, ele atrai para as grades. Se não der certo, ele volta para o centro”, explicou o brasileiro.

A missão de Marreta não é simples, mas ele possui uma equipe que está trabalhando a todo momento a fim de decifrar o enigma que envolve a superioridade de Jones sobre seus adversários.

“Se existe uma fórmula secreta, acredito que alguém já teria notado. Mas tem algo que nós percebemos. Nós estamos trabalhando nisso. Meus treinadores estão estudando ele”, disse Thiago.

Marreta conquistou o direito de desafiar ‘Bones’ após vencer quatro lutas seguidas, três delas, por nocaute. O brasileiro tem como principal característica a agressividade com que encara seus adversários dentro do octógono. A esperança do atleta é que ele possa surpreender o norte-americano, chocar o mundo e trazer o título para o Brasil.

Em toda a sua carreira, Jones foi derrotado apenas uma vez, quando foi desqualificado por aplicar cotoveladas ilegais em Matt Hamill, na final do TUF (The Ultimate Fighter) 10, em 2009. Quase 10 anos se passaram desde o ocorrido e, desde então, o fenômeno conquistou 15 vitórias em sua trajetória no Ultimate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário