Justin Gaethje pede luta e critica inatividade de Conor McGregor: ‘Se não quer lutar, se retire do ranking’

Atual número cinco do ranking, norte-americano revela desejo de enfrentar apenas atletas em melhores posições entre os leves e sugere duelo contra irlandês

D. Gaethje (foto) critica inatividade de C. McGregor. Foto: Reprodução/Instagram @justin_gaethje

A divisão dos leves (até 70,3kg.) tem se tornado, cada vez mais, uma das categorias mais bem disputadas do UFC. Em boa fase, Justin Gaethje, em entrevista recente à ‘ESPN’ revelou o desejo de se manter ativo e criticou o fato de Conor demorar para cravar seu retorno aos octógonos. Irlandês não luta desde a derrota para Khabib Nurmagomedov pelo cinturão, em outubro de 2018, e cumprir suspensão, encerrada em abril.

Veja Também

Conor McGregor diz estar novamente motivado e cita LeBron James como inspiração
Ultimate antecipa e Cigano encara Francis Ngannou na luta principal do UFC Minneapolis
McGregor provoca Rafael dos Anjos por dedo quebrado e leva resposta: ‘Eu teria feito você engolir aquele pé’

“Olhando para frente, Conor Mcgregor é o número três do ranking. Se eu não o enfrentar, não existe combate para mim. Esta, então, é a luta que eu quero. Se ele não vai lutar, tire-o do ranking. Eu também não me importo com isso. Vamos seguir em frente”, disse o norte-americano.

A explicação de Justin faz sentido quando se imagina que todos os possíveis oponentes melhores ranqueados estão com lutas agendadas. O atual campeão linear da categoria enfrenta Dustin Poirier (campeão interino) em duelo que acontecerá possivelmente em setembro, no UFC 242; Tony Ferguson, segundo da divisão, travará combate contra o quarto, Donald Cerrone, em junho, pelo UFC 238. Na quinta posição, restaria, enfim, a Gaethje a oportunidade de encarar Conor McGregor.

“Estou em quinto no ranking. Existem quatro caras e o campeão na minha frente. Estou atrás desses caras. Quero uma grande luta neste verão (de julho a setembro). Eu não quero enfrentar atletas que estão atrás de mim no ranking. Eu venho de duas vitórias seguidas por nocaute. Acho que mereço isso”, relatou o atleta.

O presidente da companhia, Dana White, já revelou em entrevista que acredita ver o irlandês de volta ao octógono também neste verão. No entanto, o nome de Justin foi sequer citado pelo mandatário como possível rival. O único nome apresentado na ocasião foi o de ‘Cowboy’.

Gaethje atuou pela última vez em março deste ano, quando surpreendeu e derrotou o brasileiro Edson Barbosa na luta principal do UFC Filadélfia, em março deste ano. Desde então, o norte-americano de 30 anos vem buscando uma oportunidade de se firmar cada vez mais entre os top 5 da divisão.

Caso o duelo contra o irlandês não aconteça e Justin resolva realmente não enfrentar oponentes menos ranqueados do que ele, restará ao norte-americano aguardar o resultado das lutas que acontecerão em junho e setembro (em negociação). Caso tenha de aguardar, o atleta poderá voltar aos octógonos depois da data estipulada em seus planos.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário