Cerrone prevê lesão de Khabib ou Poirier e se vê lutando pelo título no UFC 242

Norte-americano acredita que vai substituir um dos desafiantes ao título dos leves no evento que acontece em setembro, em Abu Dhabi

D. Cerrone (foto) acredita que pode lutar pelo título dos leves no UFC 242. Foto: Reprodução/Facebook UFC

O peso leve (até 70,3kg.) Donald Cerrone acredita que disputará o título da categoria no UFC 242. Mesmo com o duelo confirmado entre Khabib Nurmagomedov e Dustin Poirier, ‘Cowboy’ imagina que um dos atletas se lesionará durante os treinamentos. A informação foi divulgada após entrevista recente concedida à ‘ESPN’. Cerrone tem compromisso marcado contra Tony Ferguson neste final de semana, no UFC 238.

Veja Também

Com público a seu favor, Marlon Moraes provoca Henry Cejudo: ‘Ninguém gosta dele’
Noiva de Amanda Nunes, Nina Ansaroff sonha levar mais um cinturão para casa
Donald Cerrone comenta duelo contra Tony Ferguson: ‘Não dá para prever o que vai acontecer’

“Eu acho que vou passar por Tony, e Khabib ou Dustin vão se lesionar, e eu vou substituir um dos dois em setembro, em Abu Dhabi”, confessou o atleta.

O lutador, que está acostumado a aceitar lutas de última hora, no entanto, disse que é apenas um palpite, mas acredita que o russo possa ser o atleta a se lesionar devido ao histórico entre os dois.

“Isso é apenas um palpite. Acho que Khabib está propenso a isso. Era para eu enfrenta-lo em três ou quatro ocasiões, mas, em todas as vezes, ele se machucou”, relatou ‘Cowboy. “Acho que é seu estilo de treinamento. Ele está sujeito a isso. Mas realmente não sei”, disse o lutador.

Mesmo que seu ‘sonho’ se concretize, Cerrone deverá derrotar um adversário complicado no próximo sábado (8). O norte-americano se apresentará contra o compatriota, Tony Ferguson, em uma disputa direta pelo posto de desafiante ao título do vencedor do duelo entre Nurmagomedov e Poirier, que foi confirmado pelo UFC no início desta semana para 7 de setembro.

Atualmente, Cerrone ocupa a quarta posição no ranking da divisão, atrás apenas de Conor McGregor e Tony Ferguson, além, claro, dos campeões linear e interino, Khabib e Dustin.

O norte-americano vem de uma ótima vitória sobre Al Iaquinta, no UFC Ottawa, que aconteceu há pouco mais de um mês, no Canadá. Aos 36 anos, o atleta acumula três vitórias consecutivas na organização e se encontra em um dos melhores momentos de sua carreira.

O lutador soma 46 combates, com 34 triunfos, 11 reveses e um empate. Seu adversário deste sábado, no entanto, vem de uma incrível sequência de 11 vitórias consecutivas. A última derrota de Ferguson aconteceu em 2012, há mais de sete anos.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário