Dana White afirma que não pode garantir chance de título a Ngannou e Benavidez

Presidente do UFC não confirma disputa de cinturão para atletas após vitórias no UFC Minneapolis

D. White em entrevista coletiva. Foto: Reprodução/Youtube ufc

O presidente do Ultimate, Dana White, tratou de acalmar os ânimos quando o assunto era uma chance de disputa de título para Francis Ngannou (pesados) e Joseph Benavidez (moscas), que venceram seus compromissos no último sábado (29), pelo UFC Minneapolis. Em entrevista coletiva após o evento, o mandatário elogiou as performances, mas afirmou que há outros fatores que influenciam o agendamento de uma luta pelo cinturão.

Saiba mais

Sorridente, Francis Ngannou diz: ‘Agora, o que faz sentido é lutar pelo cinturão’
Cigano elogia Ngannou e diz: ‘Mal posso esperar para lutar com ele de novo’
Carrascos dos brasileiros, Ngannou, Benavidez e Anders faturam bônus de ‘Performance da Noite’ após o UFC Minneapolis

“A luta entre (Daniel) Cormier e (Stipe) Miocic tem que acontecer primeiro. Os dois têm que se enfrentar. Temos que ver que vai vencer, como vão sair do combate e ainda o que Daniel deseja fazer, caso saia vencedor. Então, tem muita coisa envolvida sobre quem será o próximo”, explicou Dana.

O questionamento sobre o futuro desafiante ao título dos pesados (até 120,2kg.) se deve após mais um ótimo desempenho realizado pelo franco-camaronês, Francis Ngannou, após derrotar o brasileiro e ex-campeão da categoria, Junior Cigano, em um combate que durou menos de dois minutos. Com o triunfo, Francis conquistou seu terceiro resultado positivo em sequência, além de se manter na segunda colocação no ranking da categoria, atrás apenas de Miocic e Cormier.

Outro atleta que se apresentou neste final de semana foi o peso mosca (até 56,7kg.) Joseph Benavidez. O norte-americano encarou Jussier Formiga no combate que marcava o encontro entre o primeiro (Formiga) e o segundo do ranking (Josepeh) da divisão. Mesmo que não houvesse uma promessa clara de disputa de título ao vencedor, tudo indicava que o atleta que se saísse melhor, poderia desafiar Henry Cejudo (também campeão dos galos) no futuro. Sobre o assunto, White também manifestou sua opinião.

“A situação não é boa para Benavidez. Ele vai ter que aguardar um bom tempo, mas eu sei que Cejudo vai querer defender o título dos penas primeiro (antes de voltar a lutar pelos galos). Ele (Joseph) se apresentou bem hoje. Ele tomou um susto no primeiro round, teve dois cortes profundos, mas seguiu em frente em sua estratégia.

De acordo com o presidente, então, Francis terá de aguardar o desfecho do combate entre Miocic e Cormier, que acontece em 17 de agosto, pelo UFC 241, para, enfim, saber o próximo passo que dará em sua carreira.

Joseph, por sua vez, precisará esperar a recuperação de Henry Cejudo, que recentemente passou por uma cirurgia no ombro e só deve retornar ao octógono em 2020.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário