Dana White fala sobre nova polêmica de Jon Jones: “Toda vez que ele luta, imagino que será a última”

Presidente do UFC comenta sobre suposta agressão de meio-pesado à garçonete, mas eleva qualidades de pupilo no MMA

D. White em coletiva de imprensa. Reprodução/Twitter @ufc

O presidente do UFC, Dana White, comentou sobre a mais nova polêmica envolvendo o campeão meio-pesado (até 93kg.) do UFC, Jon Jones. O mandatário relatou que nunca se sabe o que acontecerá na carreira de Jones após cada compromisso cumprido. A declaração foi feita em entrevista recente para um grupo de jornalistas.

Veja Também

Anderson Silva recebe cidadania norte-americana: ‘Este é meu país agora’
Chris Weidman sobe de categoria e estreia entre os meio-pesados em outubro, diz site
Próxima a última luta pelo UFC, Cyborg não fala sobre renovação com empresa

“Toda vez que fazemos acontecer um duelo envolvendo Jon Jones, imagino que aquela pode ser a última luta dele. Não tem nada a ver com dinheiro. É o que ele faz fora do octógono. Ele está em apuros”, disse Dana.

O mandatário do Ultimate, no entanto, fez questão de falar sobre as qualidades do norte-americano, a quem considera uma lenda do esporte. Para White, Jones é capaz de fazer, dentro do octógono, o que poucos se aproximam.

“Se você olha o que ele passou nos últimos sete ou oito anos, e o ver chegar ao octógono e fazer o que faz, você nota. Ele acabou de enfrentar Thiago (Marreta), que é um grande lutador, e venceu. Quando ele entra para lutar, você nunca sabe o que vai acontecer. É inacreditável o quão bom ele é”, comentou o presidente.

Jon Jones já esteve envolvido em polêmicas relacionadas ao consumo de drogas, substâncias de aumento de performance e, mais recentemente, o lutador foi acusado de assediar uma garçonete em uma boate para adultos. Sobre o caso, White preferiu não se aprofundar e deixar apenas que a justiça cuide do ocorrido.

“Existem dois lados da história e a verdade está escondida no meio disso. Tenho certeza”, comentou o ‘chefão’.

‘Bones’ lutou pela última vez no início de julho deste ano, quando dividiu o octógono com o brasileiro Thiago Marreta. Na ocasião, os atletas realizaram um embate bastante equilibrado na disputa pelo cinturão dos meio-pesados. Ao fim de cinco rounds, o norte-americano foi declarado vencedor por decisão dividida dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments