Usman se diz feliz por chance de destruir Covington: ‘Quero fazer pior do que fizeram com Askren’

Campeão meio-médio revela desejo de aniquilar falastrão norte-americano, famoso por suas declarações ácidas e desrespeitosas

K. Usman ostenta cinturão. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

O campeão dos meio-médios (até 77kg.), Kamaru Usman, revelou sua alegria em poder enfrentar o ex-dententor do cinturão interino da divisão, Colby Covington. Segundo o nigeriano, no combate, ele representará uma legião de fãs insatisfeitos com a forma com que o norte-americano promove seus combates. As declarações foram feitas em entrevista recente ao ‘TMZ Sports’.

Veja Também

Ben Askren afirma que duelo contra Demian Maia não vai ser entediante
Dana White confirma Covington como próximo desafiante ao cinturão de Usman
Invicta no MMA, multicampeã judô desafia Cyborg para luta no PFL

“Eu tenho deletado mensagens no Instagram nos últimos dois dias. Eu deletei milhares de mensagens com pessoas dizendo: ‘cara, você tem que matar esse homem, não batê-lo, mas mata-lo. Mate-o para a gente.’ Eu o quero derrotado pior do que Askren foi”, declarou Kamaru.

O campeão relatou o quanto as falas polêmicas do desafiante o afetam enquanto um atleta público. Segundo Usman, a repercussão negativa das declarações de Colby podem causar maiores problemas.

“Quando você encontra um cara igual ao Covington, que está trazendo elementos do WWE (luta livre), isso atrai as pessoas de uma maneira errada. As pessoas não gostam disso, porque eles conhecem a base em que as artes marciais mistas foram construídas. Esse é o grande ponto de porque as pessoas odeiam tant ele (Colby)”, declarou o nigeriano.

A possibilidade de enfrentar uma pessoa a quem abertamente desgosta, no entanto, empolga Usman. Segundo o campeão, a possiblidade de bater um lutador odiado por uma parcela dos entusiastas do MMA é um fator motivante para subir ao octógono e encará-lo.

“As pessoas desejam coisas ruins para ele, inclusive eu. Eu sou abençoado por ser a pessoa que vai lá e derrotá-lo”, disparou Kamaru.

Covington teve, recentemente, a confirmação de que seria o próximo oponente do nigeriano. A diretoria do Ultimate estava dividida entre promover a disputa de cinturão entre Usman contra Colby ou Masvidal. A dúvida sobre Jorge ser um possível desafiante se deu após sua grande performance contra Ben Askren, no UFC 239, quando bateu o adversário em apenas cinco segundos, resultando no nocaute mais rápido da história da empresa e aumentando a popularidade do norte-americano.

O UFC, no entanto, optou por Covington, atual número dois no ranking da divisão, atrás apenas de Tyron Woodley. A decisão por Colby, porém, foi confirmada após sua grande atuação no UFC Newark, realizado no último final de semana, quando o lutador dominou o ex-campeão da divisão, Robbie Lawler, por cinco rounds, não dando chances ao oponente para aplicar sua estratégia.

O combate entre Usman e Colby, ainda não possui data nem local confirmados. Existe uma especulação de que o confronto possa ocorrer no UFC 244, no dia 2 de novembro, em Las Vegas.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário