Dana White confirma Covington como próximo desafiante ao cinturão de Usman

Presidente do UFC esclarece dúvida sobre escalar Masvidal ou Colby pelo título meio-médio e opta por número dois do ranking

C. Covington provoca K. Usman em programa de rádio. Foto: Reprodução/Facebook @ColbyCovington

O presidente do Ultimate, Dana White, esclareceu sobre quem seria o próximo desafiante do campeão, Kamaru Usman, para o título dos meio-médios (até 77kg.). A diretoria do UFC estava em dúvida sobre escalar Jorge Masvidal, que ganhou fama após seu nocaute relâmpago sobre Ben Askren, no UFC 239, ou Colby Covington, estrela do UFC Newark na vitória contra Robbie Lawler, no último final de semana. A escolha foi feita em favor do ex-campeão interino. A declaração foi feita em entrevista recente aos repórteres do reality ‘Contender Series’.

Saiba mais

Invicta no MMA, multicampeã judô desafia Cyborg para luta no PFL
Após assistir duelo contra Jones pela primeira vez, Marreta acredita ter vencido três rounds
Após derrota relâmpago, Askren brinca sobre fama de Masvidal: ‘Deveria me agradecer’

“É por isso que coloquei (Colby) Covington na ESPN contra um cara como (Robbie) Lawler. Você pode dizer o que quiser sobre Covington, você não gosta dele, não gosta disso, não gosta daquilo, ou o que for. Ele foi cirúrgico contra Lawler, que é uma fera. Lawler esteve em todas as grandes lutas, ex-campeão mundial, bate como um caminhão e Colby o anulou completamente”, disse o presidente.

Durante cinco rounds, no último final de semana, Colby foi capaz de bloquear totalmente a estratégia de Lawler no combate principal do UFC Newark. Conhecido por ser melhor na luta agarrada, Covington, nos dois primeiros rounds, tratou de minar a resistência física de seu oponente, de 37 anos, e buscar quedas, fazendo o ex-campeão se cansar. O plano funcionou e, a partir do terceiro assalto, Covington foi capaz de desferir golpes em seu oponente sem que houvesse perigo de um contra-ataque fatal.

“Seu preparo físico (Colby) estava impressionante e a maneira que ele bateu Lawler foi ainda mais admirável”, elogiou Dana.

A luta do último sábado (3), então, serviu como peça chave para que a diretoria do UFC decidisse que Covington deveria ser o novo desafiante ao título de Kamaru Usman. A empresa estava com dúvidas entre Masvidal e seu melhor amigo, Colby. Na batalha de falastrões, o ‘amigo’ de Donald Trump levou a melhor.

Dana, no entanto, afirmou que será oferecido outro combate para Jorge. O norte-americano, após bater Askren, havia pedido a chance ao título ou uma super luta contra o irlandês Conor McGregor. No entanto, White não parece ter se rendido aos caprichos de Masvidal.

“Você não pode fazer ultimatos. Olhe, vamos oferecer uma luta a ele. Se ele aceitar, aceitou. Se não aceitar, não aceitou”, disse o chefão.

O combate entre Usman e Colby ainda não tem data e local definidos. Existe a especulação de que o duelo ocorra no UFC 244, em novembro, em Nova York.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário