Conor publica imagem de nocaute sobre Poirier, que responde: ‘Marque a revanche, valentão’

Atletas voltam a trocar farpas em rede social e aumentam rumores de possível reedição de combate de 2014

D. Poirier e C. McGregor em encarada em 2014. Foto: Reprodução/YouTube MMAWeekly.com

O retorno de Conor McGregor ao octógono parece, de fato, estar se aproximando. Após ver seu rival Khabib Nurmagomedov realizar sua segunda defesa de cinturão, o irlandês vem trocando farpas com o último desafiante do russo, Dustin Poirier, e aumentando rumores de uma segunda luta entre eles. Na última provocação, o ‘Notório’ publicou recentemente, em sua conta oficial no Twitter, uma imagem que retrata o nocaute aplicado ao ‘Diamante’ no último encontro entre eles, em 2014. Dustin não demorou para responder.

Veja Também

Jacaré revela que pensou em se aposentar e enfrentou problemas psicológicos nos últimos meses
Donald Cerrone recebe três meses de suspensão médica após UFC Vancouver
Sarah Frota é flagrada em antidoping, recebe dois anos de suspensão e é dispensada pelo UFC

“Marque a revanche, valentão”, escreveu Poirier em resposta à foto publicada pelo irlandês.

Na primeira vez que dividiram o octógono, os lutadores integravam o grupo de atletas pertencentes à divisão dos penas (até 65,7kg.), que, na época, tinha José Aldo como grande campeão. Na ocasião, McGregor não encontrou dificuldades para derrotar o norte-americano, que viria a fazer sucesso entre os leves (até 70,3kg.) e, inclusive, conquistar o título interino da categoria.

Conor conseguiu aplicar um nocaute em Dustin em menos de dois minutos de combate e dava seguimento à sua escalada rumo à disputa pelo cinturão, que viria a conquistar pouco mais de um ano depois, quando bateu o ‘Campeão do Povo’ em apenas 13 segundos, no UFC 194.

Após a derrota para o irlandês, Poirier, que já havia disputado o título dos penas sem sucesso, em 2012, decidiu que era hora de atuar entre os mais pesados. O norte-americano, então, conseguiu uma sequência de quatro vitórias consecutivas até ser batido por Michael Johnson, em 2016. Com o resultado negativo, o ‘Diamante’ não perdeu mais atuando pelo UFC. Foram mais de dois anos invicto, uma conquista de título interino até seu encontro com Khabib, pela unificação do cinturão dos leves, quando foi derrotado por finalização no terceiro round do UFC 242, no início de setembro, em Abu Dhabi.

Ao ser batido pelo russo, Dustin revelou publicamente seu abatimento, cogitando até uma aposentadoria precoce. No entanto, o mau momento durou pouco. Notando que Conor não tem luta agendada e seus possíveis adversários já estão com compromissos marcados, o norte-americano tratou de tentar com que a diretoria do Ultimate realizasse as negociações para um novo encontro com o irlandês.

Em um primeiro momento, McGregor ironizou a investida de Dustin, afirmando que derrotou o ex-rival em menos de dois minutos de combate. Poirier, por sua vez, pediu uma nova chance, haja vista que o atleta aumentou muito seu rendimento nos últimos anos.

Existe o desejo por parte do Ultimate que Conor volte a lutar ainda este ano, mas, como de costume, as negociações com o lutador costumam ser demoradas até que se encontre as cláusulas de desejo entre o irlandês e a empresa.

McGregor não sobe ao octógono desde outubro do ano passado, quando foi derrotado por Nurmagomedov na tentativa de reaver seu título, conquistado em 2016, mas que lhe foi retirado por conta de sua inatividade na companhia.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário