Ultimate está perto de anunciar Kamaru Usman x Colby Covington para UFC 245, diz site

Companhia trabalha para que luta pelo cinturão meio-médio seja realizada na luta principal do card que acontece em dezembro

Covington (esq.) podem lutar no UFC 245. Foto: Montagem SL MMA Press

O capítulo final da novela ‘Kamaru x Usman’ parece estar próximo do seu fim. Após a frustração por não conseguir chegar a um acordo com os atletas para se enfrentarem no UFC 244, a luz no fim do túnel parece ter acendido. Segundo Ariel Helwani, repórter da ESPN, a companhia está próxima de confirmar as estrelas como protagonistas do UFC 245, que acontece em 14 de dezembro, em Las Vegas. A notícia foi dada ao programa ‘The MMA Reporters’.

Veja Também

Estrelas do UFC querem dar um nocaute na mesa de poker
Ex-atleta do Bellator, Katy Collins morre aos 32 anos em consequência de um aneurisma
Lesão no olho praticamente exclui possibilidade de Miocic defender título em 2019

“Segundo Ariel Helwani, no podcast ‘The MMA Reporters’, o Ultimate está próximo de confirmar Kamaru Usman contra Colby Covington para o UFC 245. Será um dois três cinturões em disputa da noite”, escreveu o jornalista do UFC, Aaron Bronsteter.

Caso seja agendado, o embate pode tomar o lugar de destaque de Amanda Nunes e Germaine de Randamie, que estão alocadas para realizar a luta principal do evento. As negociações do embate entre Usman e Colby tiveram início desde a vitória do norte-americano sobre o ex-campeão da divisão, Robbie Lawler, ocorrida no início de agosto deste ano.

A vitória de Covington sobre Lawler também garantiram a Colby a segunda posição no ranking da divisão, permitindo que o atleta se credenciasse a enfrentar o nigeriano pelo cinturão, já que o primeiro colocado, Tyron Woodley, foi o último a enfrentar Kamaru.

Logo após a vitória do ‘Caos’, que marcou o retorno do atleta ao octógono depois de mais de um ano afastado do MMA por conta de lesões, Colby e Usman foram colocados frente a frente, ainda na arena de Newark, e, ali, os atletas trocaram farpas, apimentando ainda mais a rivalidade.

O UFC, porém, tentou marcar o combate com agilidade, mas esbarrou em questões financeiras por parte de Covington, que exigia uma bolsa relativa ao campeão. O norte-americano alega que, como já ostentou o título interino da divisão (junho de 2018, mas perdeu por inatividade na categoria), não merece ser pago como desafiante. Com as dificuldades, o embate, que estava previsto para acontecer em novembro, foi retirado de pauta e substituído pelo encontro entre Jorge Masvidal e Nate Diaz, no UFC 244.

Caso a luta seja confirmada, essa será a primeira defesa de título do nigeriano, de 31 anos, que, hoje, soma 16 lutas e apenas uma derrota em seu cartel profissional.

Colby, também aos 31 anos, tem 15 combates, com 14 triunfos e um revés.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments