Pai de Khabib diz que luta contra Conor pode acontecer em 2020, na Rússia: ‘Se McGregor quiser…’

Abdulmanap Nurmagomedov, treinador e mentor do campeão dos leves mostra desejo que o filho volte a enfrentar o irlandês

K. Nurmagomedov (esq.) e seu pai, A. Nurmagomedov (dir.). Foto: Reprodução/Instagram @khabib_nurmagomedov

Nos próximos dias, se completa um ano desde que Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov dividiram o octógono naquela que seria uma das lutas mais assistidas da história do MMA. Quase 365 dias depois, o duelo, que foi vencido pelo russo, ainda é comentado pelos fãs das artes marciais mistas. Tal foi o sucesso da apresentação, que o pai, mentor e treinador do ‘Águia’ estuda uma reedição do combate com tendências para ser realizado na Rússia. A declaração foi feita ao ‘Zhivina100’.

Veja Também

Israel faz previsão de enfrentar Jones em 2021: ‘É como um chefão que eu tenho que jogar contra’
Após dois anos, Shogun volta a lutar no Brasil e enfrenta Sam Alvey no UFC São Paulo, diz site
Treinador de Adesanya afirma que pupilo pode desafiar Miocic entre os pesados: ‘Isso nunca foi feito’

“Se McGregor quiser, Moscou está esperando por ele. Ele disse que tem mais fãs aqui que em Dublin. Então, queremos recebê-lo em Moscou. McGregor é bem-vindo aqui. Estamos à espera”, disse Abdulmanap.

O pai de Khabib, no entanto, se mostrou justo ao afirmar que o irlandês não é a principal opção e bem menos o foco para o novo combate do filho. Para o técnico, o atleta mais credenciado e merecedor para encarar o russo, no momento, é o primeiro colocado do ranking, Tony Ferguson, que recentemente retornou ao octógono para fazer um duelo onde venceu Donald Cerrone.

“Antes de McGregor, temos que resolver nossas pendências com Tony Ferguson. Ele já fez 28 lutas, e está em uma sequência de 12 vitórias, exatamente como Khabib. Uma luta entre dois atletas com sequências de vitórias como essas nunca aconteceu no UFC. Acho que o Madison Square Garden é uma boa arena para essa luta”, contou o pai.

O treinador, no entanto, minimizou qualquer possibilidade de o filho retornar ao octógono logo no início do ano, como já havia sido cogitado. Após o UFC 242, Khabib, em entrevista, mostrava extrema exaustão depois que bateu Dustin Poirier. Na coletiva depois do evento o atleta disse que precisava de um tempo para descansar.

“Não lutaremos antes de março de 2020”, destacou o técnico.

Conor e o Ultimate, no momento, estudam possibilidades de nomes para o retorno do irlandês ao octógono, haja vista que o atleta se manteve inativo desde o encontro contra Nurmagomedov.

 

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário