Caso vença Dominick Reyes, Weidman afirma que pode furar fila para encarar Jones: ‘Quero vencer o melhor’

Estreante entre os meio-pesados no UFC Boston, ex-campeão dos médios acredita que boa atuação em debute pode garantir chance pelo cinturão

C. Weidman(foto) afirma que daria trabalho a J. Jones. Foto: Reprodução/Facebook ufc

O ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) Chris Weidman parece ter, enfim, retomado a confiança em suas qualidades no MMA. Após amargar uma série inconstante de combates pelo UFC, o norte-americano, que realizará seu debute na divisão dos meio-pesados (até 93kg.) no UFC Boston, acredita que um bom desempenho sobre Dominick Reyes pode garanti-lo como o novo desafiante ao título pertencente a Jon Jones. A declaração foi feita em entrevista ao ‘UFC Unfiltered’.

Veja Também

Poirier responde ao desafio de Dan Hooker: ‘Primeiro, vou enfrentar o irlandês’
Cormier acredita que Adesanya não teria chances contra Jones: ‘É muito pequeno para Jon’
Derrotado por Adesanya, Whittaker evita dar desculpas por revés: ‘Fui pego. Isso acontece’

“Depende de mim. Se eu dominar Dominick Reyes, eu vou enfrentar Jon Jones. Esse é o objetivo. Eu quero vencer o melhor”, disse o norte-americano.

O pensamento de Weidman se baseia no fato de o lendário ‘Bones’ já ter derrotado a maioria dos possíveis desafiantes de sua divisão. Dos três primeiros no ranking, todos enfrentaram o campeão e deixaram o octógono derrotados.

“Praticamente todos os atletas do top 5 já foram derrotados por Jon Jones. Isso meio que me dá a possibilidade de pular algumas posições no ranking e chegar entre no topo. Se o UFC e os fãs acham, isso faz sentido. Mas antes, eu tenho que me provar dentro da divisão. Do contrário, nada disso importa”, comentou Chris.

Para chegar na condição de desafiar ‘Bones’, no entanto, o ex-campeão dos médios terá uma tarefa realmente difícil. Pela frente, no UFC Boston, que acontece em 18 de outubro, o atleta terá não apenas a missão de vencer em sua estreia na nova categoria, mas também a de colocar fim na invencibilidade de um dos atletas que é considerado um dos mais promissores da divisão.

Dominick Reyes, de 29 anos, nunca perdeu desde que estreou no MMA. Ao todo, o californiano já disputou 11 combates; cinco deles pelo Ultimate.

Para vencer, Chris também deverá colocar fim à má fase que enfrenta na carreira. Desde que perdeu o cinturão de sua antiga categoria, quando foi batido por Luke Rockhold, em 2015, o atleta amargou três derrotas em quatro lutas disputadas; a última, quando foi batido por Ronaldo Jacaré em uma luta que dominou até o terceiro round.

A última atuação de Jon Jones aconteceu em julho, pelo UFC 239, quando o atleta defendeu seu título com êxito em mais uma ocasião. O norte-americano saiu vitorioso sobre o brasileiro Thiago Marreta na decisão dividida dos juízes naquele que é considerado seu embate mais equilibrado.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário