Gaethje critica McGregor por pedir luta contra Frank Edgar: ‘Como um tapa na cara em mim’

Norte-americano afirma que tem tentado de todas as formas realizar um confronto contra irlandês, que não atua há um ano

J. Gaethje posa com sua equipe. Foto: Reprodução/Instagram @justin_gaethje

No último domingo (6), completou um ano desde que Conor McGregor foi visto calçando as luvas do UFC. O irlandês, desde então, vem dando pistas de que pode retornar ao MMA, mas o desejo não se concretiza. Justin Gaethje, quarto no ranking dos leves (até 70,3kg.) afirma que tem tentado de muitas formas agendar um combate contra o ‘Notório’, mas sem sucesso. O atleta ainda critica a sugestão do irlandês em realizar um combate contra Frankie Edgar. A declaração foi feita em entrevista ao ‘TMZ Sports’.

Saiba mais

Marreta atualiza sobre recuperação: ‘Posso fazer quase tudo, menos chutar’
Lutador sofre derrame e morre após derrota em luta na Chechênia
Campeão dos penas, Holloway garante que vai voltar a atuar pelos leves: ‘100% de chance’

“Ele fica escrevendo que vai lutar. No planeta Terra existem duas pessoas que poderiam enfrentá-lo. Eu ou Dustin Poirier. Ele fez apenas duas lutas entre os leves em toda a sua carreira. Ele perdeu uma e ganhou a outra”, disse Justin.

Com o argumento da pouca quantidade de lutas, o norte-americano aproveitou para criticar o sistema de ranqueamento estabelecido pelo Ultimate. Atualmente, Conor figura na terceira posição, mesmo com tanto tempo de inatividade.

“Ele está na posição número três por alguma razão estranha. Ele precisa ir embora ou lutar. Acho que contra mim ou Dustin”, declarou.

Nas redes sociais, McGregor chegou a sugerir para seu retorno um combate contra Frankie Edgar, derrotado recentemente por Max Holloway em duelo válido pelo cinturão dos penas (até 65,7kg.). Após perder, Frankie assumiu que deixaria a divisão para se arriscar entre os galos (até 61,2kg.). No entanto, após a proposta de Conor, o norte-americano admitiu que poderia adiar os planos e trocar forças contra o irlandês. Para Gaethje, o desafio a Edgar não faz sentido.

“Ele está desafiando Frankie Edgar. É como um tapa na cara para mim, para o restante dos leves e para o padrão que fazemos aqui”, disse o norte-americano.

O motivo da indignação de Justin também se dá pelo fato de, segundo o atleta, ter tentado de muitas formas convencer o irlandês a realizar uma luta com ele.

“Escrevi uma mensagem há sete meses para tentar ser seu amigo. Estou tentando todos os caminhos. Estou tentando psicologia reversa. Estou tentando ser amigo dele. Estou tentando todas as malditas rotas que existem para atrair esse homem para lutar e eu não consigo convencê-lo”, finalizou o combatente.

Justin, a cada luta, tem provado que é um atleta a ser temido dentro da categoria. Em seu último compromisso, em setembro, o lutador aplicou um nocaute brutal em Donald Cerrone, o que fez com que ele chegasse à quarta colocação no ranking e entrasse de vez no radar para disputar o cinturão da divisão no futuro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário