Jedrzejczyk tem problemas com peso e luta principal do UFC Tampa fica em risco, diz site

Ultimate sugere combate em peso casado, mas Michele Waterson rejeita; outras opções são estudadas para não prejudicar espetáculo deste sábado

J. Jedrzejczyk tem problemas com o peso no UFC Tampa. Foto: Reprodução/Instagram @joannajedrzejczyk

A menos de quatro dias do UFC Tampa, a organização do Ultimate recebeu uma notícia terrível. A ex-campeã das palhas (até 52,7kg.), Joanna Jedrzejcyk, pode não conseguir bater o peso limite e ameaça a luta principal do UFC Tampa, contra Michele Waterson, que acontece neste sábado (12). A diretoria sugeriu à norte-americana uma luta em peso casado, no entanto, a atleta não aceitou. Nomes como Amanda Ribas e Mackenzie Dern foram oferecidos à Michele, mas a atleta permaneceu irredutível. A informação foi divulgada pelo ‘Combate’.

Veja Também

Gaethje critica McGregor por pedir luta contra Frank Edgar: ‘Como um tapa na cara em mim’
Marreta atualiza sobre recuperação: ‘Posso fazer quase tudo, menos chutar’
Lutador sofre derrame e morre após derrota em luta na Chechênia

Uma notícia como esta prejudica diretamente a produção do evento, já que se trata do combate envolvendo exatamente as protagonistas do card, que já apresenta uma defasagem no que diz respeito a estrelas consagradas dentro da organização.

Existe a possibilidade, ainda, de Waterson ser retirada do evento e encaixada no UFC 244, que ocorre em 2 de novembro. Neste caso, Joanna seria mantida no card e o Ultimate teria que correr para encontrar, às pressas, uma atleta disposta a trocar forças com a ex-campeã da divisão.

A situação acontece em um momento delicado na carreira daquela que já foi considerada uma das mulheres mais temidas do mundo. Jedrzejcyk, recentemente, amarga uma situação complicada na carreira. Em seus últimos quatro compromissos, a lutadora saiu derrotada em três oportunidades. Em uma, acabou perdendo o posto de campeã, quando foi batida por Rose Namajunas, em 2017; outra, na revanche contra a norte-americana e a terceira, ao enfrentar Valentina Shevchenko em uma tentativa de conquistar o título das moscas (até 56,7kg.).

O combate contra Michele apresentava uma possibilidade de a atleta voltar a sonhar com uma nova chance de recuperar seu título, em caso de vitória. Atualmente, Joanna, que já foi a número um absoluta da divisão tem que se contentar com o quinto lugar no ranking da divisão, atrás de nomes como Nina Ansaroff, Tatiana Suarez, a própria Rose, que já não é mais campeã, e a brasileira Jéssica Andrade.

Michele, por sua vez, vem em ótima fase na carreira. A norte-americana de 33 anos vem de três vitórias consecutivas na categoria e não perde desde 2017. Aceitar um combate em peso casado contra Joanna poderia ser um erro, já que sua oponente não teria passado pelas mesmas dificuldades em corte de peso.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário