De volta ao MMA, Anthony Johnson afirma que quer enfrentar Francis Ngannou

Norte-americano, que confirmou recentemente seu retorno ao UFC, diz que pensa em duelo contra franco-camaronês e mira grande evento

A. Johnson retorna ao UFC em 2020. Foto: Reprodução/Facebook @UFC

A notícia de que Anthony Johnson está de volta ao MMA agradou a muitos fãs do esporte que admiram o talento do atleta. A informação, porém, foi acrescida de um detalhe importante: o atleta irá figurar entre os pesados (até 120,2kg.) da organização. Sabendo disso, Johnson, que lutava pelos meio-pesados (até 93kg.) já sugeriu um dos alvos que gostaria de encarar em seu retorno. O atleta deseja um embate contra Francis Ngannou, que busca desesperadamente um novo adversário. A notícia foi divulgada por Brett Okamoto, jornalista da ‘ESPN’.

Veja Também

Jedrzejczyk tem problemas com peso e luta principal do UFC Tampa fica em risco, diz site
Gaethje critica McGregor por pedir luta contra Frank Edgar: ‘Como um tapa na cara em mim’
Marreta atualiza sobre recuperação: ‘Posso fazer quase tudo, menos chutar’

“Eu perguntei ao Anthony Johnson sobre uma potencial luta contra Francis Ngannou, a quem ele considerou o cara mais assustador da divisão. Ele (Francis) disse que espera lutar contra Ngannou, mas não apenas para entreter todos. Ele disse que a luta será um grande acontecimento e tem que ser algo especial”, escreveu Brett em sua conta oficial no Twitter.

Uma luta contra Francis poderia ser extremamente positiva para Johnson. O atleta, que estrearia pelo Ultimate na divisão dos pesados, em caso de vitória sobre o rival, seria imediatamente colocado na linha de frente da categoria, podendo se tornar, em pouco tempo, um desafiante em potencial ao título da divisão, que hoje pertence a Stipe Miocic.

Johnson, que já se mostrava um atleta extremamente forte na divisão dominada por Jon Jones, certamente, na categoria de cima, ficará ainda mais perigoso. Muitos atletas determinam a aposentadoria após passarem por maus momentos na carreira e simplesmente compreenderem que o desempenho não é mais o mesmo de outros tempos. Com Anthony, a situação foi diferente.

O lutador deixou o esporte em ótima fase. Em seu último combate, ocorrido em abril de 2017, o norte-americano anunciou que penduraria as luvas após ser derrotado por Daniel Cormier em combate válido pelo cinturão meio-pesado, representando a luta principal do UFC 210. Na época, o atleta tinha apenas 33 anos.

Em entrevista recente ao ‘MMA Fighting’, Johnson afirmou que o que o fez retornar ao esporte não foi o dinheiro. O lutador deu créditos a Daniel Cormier e Stipe Miocic, que travaram uma batalha empolgante na luta principal do UFC 241.

“Algumas pessoas vão dizes que meu retorno é pelo dinheiro. Eu estou de volta porque eu quero estar de volta. DC e Stipe realmente me motivaram a voltar. Eu dou o crédito a eles por me fazerem querer lutar de novo”, comentou o gigante.

A cada combate travado, Francis Ngannou tem se mostrado um dos homens mais perigosos no esporte. Tanto é verdade, que o Ultimate tem encontrado dificuldades para encontrar oponentes que possam fazer frente ao atleta. Em seu último compromisso, o franco-camaronês não tomou conhecimento sobre o ex-campeão da divisão, Júnior Cigano, e aplicou um nocaute devastador no atleta em menos de dois minutos de combate.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário