Lesão no bíceps afasta Borrachinha por oito meses e atrasa duelo contra Adesanya, diz Dana White

Presidente confirma lesão de brasileiro, que seria o próximo desafiante ao título dos médios; atleta ainda não se manifestou sobre o assunto

P. Borrachinha (foto) volta a provocar I. Adesanya. Foto: Reprodução Facebook UFC

Uma má notícia para os fãs brasileiros de MMA. Cotado para ser o próximo desafiante ao título dos médios (até 83,9kg.), Paulo Borrachinha sofreu uma lesão no bíceps e ficará afastado do esporte por oito meses. A informação foi divulgada pelo presidente do UFC, Dana White, em entrevista ao ‘The Schmo’. O incidente adia o aguardado encontro entre o mineiro e o atual campeão da divisão, Israel Adesanya.

Veja Também

Duda Cowboyzinha é substituída por Vanessa Melo no UFC São Paulo
Nate Diaz confirmado no UFC 244: dois pesos duas medidas? Entenda o caso
Rival de Walker neste sábado, Corey Anderson quer frear ascensão do brasileiro: ‘Vou impedir que isso aconteça’

“Ele passou por uma cirurgia no bíceps. Então, ele está fora por oito meses, mas estamos trabalhando em outra coisa para Israel agora”, declarou White.

Nos últimos meses, Borrachinha e Adesanya vem se provocando por meio da imprensa e redes sociais. O duelo entre os dois se tornava cada vez mais inevitável, até que ficou praticamente certo quando os dois lutadores venceram seus últimos compromissos.

O brasileiro, depois de verdadeira batalha contra o ex-desafiante ao título da categoria, Yoel Romero, conseguiu se garantir, com o aval da empresa, como novo adversário do vencedor do combate entre Robert Whittaker (campeão linear, na época) e o Israel (campeão interino, na época). Em combate válido pelo UFC 241, em agosto, o mineiro conseguiu superar a experiência e qualidade do cubano e derrotou o oponente na decisão unânime dos juízes.

Ao contrário do brasileiro, Adesanya não teve muita dificuldade para concretizar seu desafio. O lutador, em peleja que representou a unificação do cinturão, no UFC 243, em outubro, proporcionou ao público australiano um verdadeiro espetáculo; desde sua entrada para o octógono até o nocaute brutal aplicado sobre Robert.

Até a recuperação completa de Paulo, o Ultimate terá de trabalhar com os principais nome da elite da categoria como possíveis desafiantes. Entre eles estão Jared Cannonier, Kelvin Gastelum, Yoel Romero e o próprio Whittaker.

White, inclusive aproveitou para eliminar qualquer possibilidade de Israel enfrentar Jon Jones em seu próximo compromisso. Para o chefão, ainda não é o momento de promover a super lutas.

“Israel acabou de conquistar o cinturão. Fazer uma superluta com o Jones agora não faz sentido. Há lutadores em sua categoria que podem o desafiar”, finalizou o mandatário.

De qualquer forma, Israel só deve retornar às lutas em 2020, já que, após o UFC 243, o lutador revelou que tiraria um tempo de férias para descansar do grande número de compromissos nos últimos meses. Foram sete apresentações em pouco mais de um ano.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Wellington Fonseca
8 meses atrás

De novo lesão no bíceps? Cavalo selado só passa uma vez!