Mike Tyson afia boxe de Francis Ngannou e pergunta: ‘Quem bate mais forte?’

Lenda do pugilismo dá dicas ao peso pesado do UFC, que podem melhorar o desempenho do gigante no octógono

M. Tyson (dir.) dá dicas para F. Ngannou (esq.) no boxe. Foto: Reprodução/Instagram @francisngannou

Um dos melhores pugilistas de todos os tempos, Mike Tyson, apareceu em um vídeo dando dicas para o ex-desafiante ao título dos pesados (até 120,2kg.) do UFC, Francis Ngannou. Conhecido pela agressividade, o franco-camaronês se mostra atento aos ‘toques’ de Tyson que mostra um de seus movimentos mais recorrentes enquanto atleta. As imagens foram divulgadas no Twitter de Mike.

Saiba mais

White projeta 2020 agitado para Ngannou: ‘Luta pelo cinturão e evento na França’
Romero na caça de Adesanya: ‘O que houve? Ouviu que mando meus oponentes para o hospital?’
Mesmo vencendo Diaz, Masvidal permanece em terceiro no ranking dos meio-médios

São 50 vitórias e 44 nocautes (24 no primeiro round). Esse número já é suficiente para comprovar o porquê de ‘Iron’ Mike Tyson já ter sido considerado um dos homens mais temidos do mundo no fim dos anos 80 ao início dos 90. Conhecido por sua animosidade dentro do ringue, Tyson era famoso por perseguir seus adversários em combate e só parar quando nocauteasse suas vítimas.

A forma com que derrotam seus oponentes se assemelha entre Mike e Ngannou. Atleta do MMA, Francis, hoje, tem 14 vitórias na carreira e já soma 10 nocautes. A força descomunal de Francis rendeu ao peso pesado fama mundial como um atleta extremamente perigoso em seus confrontos.

Em suas últimas duas apresentações, Ngannou não tomou conhecimento de dois ex-campeões do evento. Em fevereiro, o franco-camaronês ignorou o status de lenda de Cain Velasquez e apagou o norte-americano em menos de 30 segundos de apresentação. Ainda em 2019, foi a vez de Júnior Cigano comprovar que Francis não é um atleta comum. Em combate que representou a luta principal do UFC Minneapolis, o catarinense não resistiu à primeira troca de golpes e acabou sendo batido logo no início do primeiro round.

Tyson, por sua vez, em seus tempos de glória, costumava dizer que vencia seus adversários antes mesmo de tocá-los. O segredo estava no ‘olho no olho’ antes que o árbitro anunciasse o início do confronto.

Aos 20 anos, Mike se tornou o campeão mundial de boxe mais jovem da história, quando bateu Trevor Berbik por nocaute logo no segundo round. No confronto, Tyson fez parecer o duelo contra um campeão uma brincadeira, uma mera formalidade e chocou o mundo ao vencer com uma facilidade inesperada.

Após uma vida conturbada depois do estrelato, Mike acabou sendo destronado em 1990, por Buster Douglas. Depois disso, o norte-americano seguiu com polêmicas em sua vida pessoal, sendo, inclusive, preso e condenado a seis anos de prisão por uma acusação de estupro contra Desiree Washington.

Entre idas e vindas no esporte, a carreira de Mike foi encerrada oficialmente em junho de 2005, após perder sua sexta luta na carreira.

Francis, hoje, é considerado, novamente, um adversário em potencial para ameaçar o título da divisão, que hoje pertence a Stipe Miocic. O norte-americano é conhecido por sua alta qualidade no boxe e a ajuda de Tyson pode ser providencial para o franco-camaronês no caso de um reencontro com Stipe.

Recentemente, Ngannou admitiu o desejo de se testar em uma apresentação de boxe e, inclusive, desafiou Tyson Fury, uma das sensações da atual geração do esporte.

 

Ver essa foto no Instagram

 

I finally meet my IDOL @miketyson yesterday and he agreed to coach me when I fight @gypsyking101 in the ring. #WAKANDA4EVER #UNCROWNDEDKING

Uma publicação compartilhada por Francis Ngannou (@francisngannou) em

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário