Mesmo vencendo Diaz, Masvidal permanece em terceiro no ranking dos meio-médios

Após atuação de gala contra compatriota no UFC 244, norte-americano não muda de posição na categoria

J. Masvidal posa com seu cinturão. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O meio-médio (até 77kg.)  Jorge Masvidal viveu a maior noite da sua carreira depois de encabeçar um dos maiores eventos do ano, no último sábado (2), pelo UFC 244, junto com Nate Diaz. Apesar de se apresentar bem, o confronto não teve o final esperado. Diaz foi impedido de continuar o combate após sofrer um corte profundo no supercílio direito. A grande apresentação de Jorge, no entanto, não foi suficiente para fazer com que o atleta subisse nenhuma posição no ranking da sua divisão.

Saiba mais

Corey Anderson volta atrás e afirma que aguardaria confronto entre Jones e Reyes pelo cinturão
Derrick Lewis confessa que acreditou ter perdido luta para Blagoy Ivanov: ‘Fiquei surpreso com a vitória’
Com luta neste sábado, Klidson Abreu quer frustrar russos e conquistar segunda vitória no Ultimate

Jorge subiu no octógono neste final de semana ostentando a terceira colocação no ranking meio-médio, que hoje é dominado por Kamaru Usman. Mesmo que não tenha alterado sua posição no grupo, o foco principal do confronto não era uma disputa pelo melhor lugar, mas por um cinturão simbólico criado pelo Ultimate especialmente para o UFC 244.

Sem disputa de cinturão em um evento numerado, coube aos ‘bad-boys’ tomarem conta do show. Além de um título único, houve a presença de ‘The Rock’, os campeões Israel Adesanya e Kamaru Usman e até do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Como espetáculo, o saldo foi positivo.

De volta ao mundo real, o revés para Jorge não foi nada positivo para Diaz. Além de não conquistar o título de ‘Filho da Mãe Mais Duro do Jogo’, o norte-americano acabou caindo duas posições no ranking, sendo ultrapassado por Stephen Thompson e Santiago Ponzinnibio.

Masvidal, por sua vez, agora só tem à sua frente o próximo desafiante ao título, Colby Covington e o ex-campeão, Tyron Woodley.

Perdeu, mas ganhou

O brasileiro Vicente Luque foi o único brasileiro com motivos para sorrir após o UFC 244. O atleta acabou derrotado pelo ex-desafiante ao título dos meio-médios, Stephen Thompson, mas acabou subindo uma posição.

O duelo entre o brasiliense e o norte-americano foi bastante movimentado e, após três rounds de verdadeira batalha, os juízes deram o resultado para norte-americano. Após o card, a diretoria do Ultimate elegeu o encontro entre ambos como ‘Luta da Noite’, que rendeu um prêmio de US$50 mil para cada.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário