Livinha Souza sofre lesão e está fora do duelo brazuca contra Virna Jandiroba no UFC Washington

Paulista se machuca e é substituída por Mallory Martin no card que acontece em 7 de dezembro

L. Souza sofre lesão e deixa card do UFC Washington. Foto: Reprodução/Instagram @livinhaufc

Não será desta vez que Livinha Souza terá a chance de se recuperar da derrota sofrida para Brianna Van Buren, em julho. A paulista sofreu uma lesão e acabou cortada do card do UFC Washington, em 7 de dezembro, no qual enfrentaria a compatriota Virna Jandiroba. A brasileira acabou substituída, segundo o ‘Combate’, por Mallory Martin, que aceitou o confronto com pouco mais de uma semana para o confronto. A informação sobre o afastamento de Livinha foi divulgada pelo ‘MMA Fighting’.

Saiba mais

Após derrota para Nate, Pettis volta aos leves e encara Diego Ferreira em janeiro
Gina Carano acusa Dana White de ‘sabotar’ luta contra Ronda Rousey
Amanda Ribas enfrenta ‘queridinha’ do Ultimate no UFC Brasília, diz site

De acordo com o site norte-americano, a brasileira sofreu uma lesão nas costas, que a impossibilitaria de se recuperar a tempo do confronto contra Jandiroba. Virna, então, topou encarar Mallory, que realizará seu debute pelo UFC.

Contra Martin, Jandiroba também terá um grande desafio pela frente. Além de enfrentar uma oponente escolhida de última hora, a baiana terá o compromisso de encerrar uma sequência de cinco derrotas consecutivas da norte-americana, que não perde há mais de dois anos.

Virna busca conquistar sua primeira vitória desde que realizou sua estreia pelo Ultimate. Em sua primeira apresentação, a brasileira acabou derrotada pela experiente Carla Esparza em confronto válido pelo UFC Sunrise, em abril.

O duelo entre Jandiroba e Mallory representará a segunda luta da noite do card que é encabeçado por Alistair Overeem e Jairzinho Rozenstruik.

Aos 31 anos, a baiana, que é ex-campeã das palhas do Invicta FC, realizará, em dezembro, sua 16ª luta como profissional no MMA. A atleta debutou no esporte em 2013 e conheceu a derrota apenas quando atuou pelo Ultimate. Especialista no jiu-jitsu, em seu cartel a combatente soma 14 vitórias, 11 delas por finalização e o restante no resultado dos juízes.

Martin, de 25, hoje, tem oito lutas, com seis triunfos e dois reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário