Poirier volta a insistir em luta contra Conor: ‘Ele deveria lutar contra alguém do topo’

Norte-americano critica negociações para irlandês enfrentar Donald Cerrone e aconselha rival a tentar maiores desafios

D. Poirier (foto) após vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook DustinPoirier)

O ex-campeão interino dos leves (até 70,3kg.), Dustin Poirier, não desistiu de tentar agendar um confronto contra Conor McGregor, que está em negociações para encarar Donald Cerrone, em janeiro. O norte-americano afirmou que o irlandês deveria encarar alguém do topo da divisão, e não buscar um retorno mais fácil ao esporte. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o ‘Diamante’ mostrou respeito ao ‘Cowboy’, mas afirmou que o ‘Notório’ errou em tentar retornar à ativa contra Donald.

Saiba mais

Canelo Alvarez responde a desafio de Masvidal: ‘Não é um desafio para mim’
Robert Whittaker sobre título dos médios: ‘Nunca gostei de ser campeão’
Ex-UFC acusa namorado de agressão: ‘Não levava as ameaças a sério’

“Acho que faria mais sentido se ele quisesse retornar ao topo. Eu sou o ex-campeão interino e ele linear. Nós lutamos anos atrás e seguimos caminhos diferentes. Nós conquistamos grandes feitos. Acho que faz muito sentido. O número dois contra o número três (do ranking)”, afirmou Poirier.

Conor e Dustin têm, de fato, uma história antiga dentro do Ultimate. Os atletas se encontraram em 2014, quando nenhum dos dois tinham a fama que possuem hoje. Na ocasião, o irlandês não encontrou dificuldades para derrotar o norte-americano, em duelo válido pelo UFC 178.

É oficial que Conor está negociando seu retorno para o MMA após mais de um ano afastado do octógono. Segundo a equipe do ‘Notório’, o nome escolhido para trocar forças com o irlandês é Donald Cerrone. Sobre o assunto, Dustin fez questão de mostrar respeito ao ‘Cowboy’, mas foi contra a decisão dos lutadores junto ao Ultimate.

“Eu respeito o ‘Cowboy’ e tudo o que ele tem feito, mas acho que ele está chegando ao fim de sua carreira. É o ‘Cowboy, ele pode chegar lá e finalizar ou nocautear Conor, de fato. Não estou dizendo que ele está acabado, mas acho que ele (McGregor) escolheu uma luta favorável para seu retorno”, disse Dustin.

O ‘Diamante’ busca incansavelmente a volta por cima na carreira, após ter sido derrotado por Khabib Nurmagomedov na luta principal do UFC 242, válida pela unificação do título dos leves. Após o combate, ocorrido em Abu Dhabi, em setembro, o norte-americano chegou a cogitar sua aposentadoria do esporte, mas logo voltou atrás e afirmou que reencontrou a paixão pelo esporte na possibilidade de realizar grandes desafios.

“Quando me oferecerem um nome que me anime, será a pessoa certa. Um Conor, um Nate Diaz, um Khabib (Nurmagomedov), um Tony (Ferguson). São esses caras que me motivam”, finalizou Poirier.

Até o momento, não há previsão de quando o ex-campeão interino irá retornar ao octógono. O atleta segue na busca por um adversário. De todos os nomes citados pelo atleta, apenas Nate Diaz não está em negociações ou tem combate agendado.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário