Jacaré revela dúvida sobre a divisão para novo compromisso: ‘Ainda não decidimos’

Brasileiro admite indecisão sobre permanecer entre os meio-pesados ou retornar para os médios

R. Jacaré em ‘media day’ para o UFC São Paulo. Foto: VH Gonzaga

O brasileiro Ronaldo Jacaré teve frustrados os planos de estrear com o pé direito na divisão dos meio-pesados (até 93kg.). Contra Jan Blachowicz, na luta principal do UFC São Paulo, o capixaba esbarrou na força física do polonês e não conseguiu colocar em prática a estratégia trabalhada pela equipe e acabou derrotado, em duelo morno, na decisão dividida dos juízes. Com o revés, resta a dúvida sobre retornar aos médios (até 83,9kg.) ou permanecer na categoria dominada por Jon Jones. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o combatente afirmou estar em conversa com seus técnicos para definir o futuro.

Saiba mais

Jorge Masvidal vê com bons olhos desafio de Nick Diaz: ‘É uma luta que me agrada’
Antes mesmo de encarar Jones, Reyes afirma dar revanche ao campeão: ‘Já estou planejando’
Marreta admite que voltaria aos médios para enfrentar Adesanya: ‘Seria uma grande luta’

“Meu empresário e minha equipe estão conversando sobre qual categoria eu vou lutar no próximo compromisso. Então, tem muita coisa acontecendo agora. Nós vamos tomar a decisão em breve e vamos ver o que é melhor para nós. Estamos decidindo se vamos ficar nos meio-pesados ou vamos voltar para os médios”, contou o lutador.

O capixaba admitiu, no entanto, que um dos fatores que mais influenciaram para sua subida de categoria foi o corte de peso, o qual era submetido antes de seus duelos na antiga divisão. Próximo dos 40 anos, o combatente revelou, durante a semana que precedeu o UFC São Paulo, que estava se sentindo bem e feliz por não ter sofrido no período pré-luta.

“Todos sofrem no corte de peso. A vida é assim. Mas eu tenho 40 anos de idade. Eu fiz corte de peso durante toda a minha vida e talvez eu já estivesse de saco cheio disso. Mas eu estou animado de novo. Estou feliz e quero trabalhar. Ainda sou um dos caras mais perigosos da categoria”, afirmou o brasileiro.

Mesmo com o revés para Blachowicz, Jacaré admitiu viver um ótimo momento na vida. Depois de revelar publicamente ter superado uma depressão, o combatente revelou estar engajado para recuperar a boa fase dentro do Ultimate.

“Estou feliz de novo. Havia tempo que não estava animado desse jeito. Mesmo com a derrota, estou animado. Vamos para a próxima”, finalizou o combatente.

Aos 39 anos, Ronaldo, após sua última luta, completou 35 apresentações desde que se tornou profissional no MMA. Vindo de três derrotas em suas últimas cinco pelejas, o capixaba precisa voltar a vencer para se aproximar da tão sonhada disputa de cinturão, independente da divisão.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário