Masvidal tem pressa para nova luta: ‘Conor, Mayweather ou Nick. O que assinar mais rápido’

Norte-americano mostra ansiedade para retornar às lutas e não escolhe adversários; pretensão é espetáculo que gerar mais lucro

J. Masvidal em coletiva após o UFC 239. Reprodução/YouTube UFC

O norte-americano Jorge Masvidal está vivendo o melhor momento de sua carreira. Com status de superestrela, o atleta, que protagonizou um dos eventos mais rentáveis de 2019, espera uma nova luta milionária para seu próximo compromisso. Sem escolher o oponente, o atleta garante que irá trocar forças com quem assinar o contrato primeiro e coloca nomes como Conor McGregor, Floyd Mayweather e Nick Diaz como possibilidades. A declaração foi feita em entrevista ao ‘FanSided MMA’.

Saiba mais

Dispensada pelo UFC, Liz Carmouche negocia com Bellator para 2020, diz site
‘Sem opções’ nos meio-pesados, Anthony Smith pede luta contra Glover Teixeira
Com luta neste sábado, Amanda Nunes quer continuar fazendo história no MMA

“Estou apenas esperando o melhor cheque. Se for Conor (McGregor), Floyd (Mayweather), Nick (Diaz). O que for mais rápido e com mais dólares é o favorito. É assim”, afirmou Jorge.

Recentemente, aumentaram os rumores sobre um possível embate entre Masvidal e Nick Diaz, irmão de Nate, que desafiou o atleta após Jorge derrotar seu irmão mais novo na luta principal do UFC 244. O ‘Gamebrad’, no entanto, minimizou a chance de encarar o ‘bad boy’ no momento devido ao fato de Nick não atuar desde 2015 e ter pendência para resolver junto à Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA).

Masvidal afirmou que não entrará nos jogos de negociação de Nick, que é famoso por atitudes burocráticas para aceitar realizar um confronto.

“O tempo não espera nenhum homem. Nick tem suas coisas acontecendo agora. Quando ele for liberado pela USADA e tudo estiver certo. Quem sabe quando isso vai acontecer? Não vou esperar por ninguém”, contou o combatente.

Jorge aproveitou para rebater críticas a respeito de sua decisão de apenas realizar combates que possam lhe dar um retorno financeiro favorável. O atleta, inclusive, considera mais, de acordo com suas declarações recentes, disputar superlutas do que almejar um lugar como desafiante ao título de sua categoria (até 77kg.).

“Estou neste esporte por 16 anos e as pessoas estão me chamando de ‘mercenário’. Vocês estão certos. Sou um ‘mercenário’.  Mas sou assim porque tenho feito isso por 16 anos. Lutei com os melhores e nunca neguei um oponente. Eu nunca me lesionei, não fui retirado de um combate e nem deixei de bater o peso. Fiz tudo como deveria ser feito para merecer meus pagamentos. Agora, estou nessa condição”, finalizou o norte-americano.

Até o momento, não há previsão de quando Masvidal será visto em ação novamente. Segundo Dana White, presidente do Ultimate, existe a possibilidade de que Conor McGregor seja o próximo adversário de Jorge para 2020, caso vença Donald Cerrone na luta principal do UFC 246.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário