Germaine se diz tranquila para duelo contra ‘Leoa’ neste sábado: ‘Não tenho nada a perder’

Holandesa garante estar preparada para colocar fim no reinado da brasileira, campeã das galos desde 2016

G. Randamie (foto) em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Twitter @ufc Canadá

Nesta sábado (14), a holandesa Germaine de Randamie terá o compromisso mais importante de sua vida. No UFC 245, a atleta tentará colocar fim no reinado de Amanda Nunes em luta pelo cinturão das galos (até 61,2kg.). Ciente da responsabilidade e dos perigos em enfrentar a brasileira, a desafiante se diz tranquila para o compromisso do final de semana. Em entrevista ao ‘Combate’, a atleta falou sobre a expectativa em enfrentar a baiana.

Veja Também

Gaethje se revolta com possibilidade de revanche entre Khabib e McGregor: ‘Um monte de mer**’
Cejudo aposta vitória de Marlon sobre Aldo no UFC 245: ‘Vai nocautear’
Amanda rebate críticas sobre se considerar melhor do mundo: ‘Estou no topo de duas divisões’

“Estar aqui, para mim, já é uma vitória. Ainda mais lutando pelo cinturão. Não importa o que aconteça, quando eu caminhar por aquele túnel no sábado, já terei vencido. Eu sou a ‘azarona’, estou relaxada e não tenho nada a perder. Só quem tem algo a perder é a Amanda”, afirmou a holandesa.

Embora seja a primeira vez que Germaine disputa do título das galos do Ultimate, o embate contra Amanda não é algo inédito. A holandesa e a brasileira trocaram forças em 2013, com a brasileira levando a melhor com um nocaute devastador logo no primeiro round.

Seis anos se passaram desde o primeiro encontro. Em nova fase, Randamie garante que não irá cometer os erros do passado e pensa em mudar a história da divisão ao vencer a pojucana.

“Nós lutamos há quase sete anos, e isso faz muita diferença. Para ser honesta, Amanda me deu a melhor de todas as lições: a minha única derrota no UFC. Eu agradeço a ela por isso, porque me tornei uma lutadora muito melhor. Quando lutamos, em 2013, eu era só uma lutadora de kickboxing. Agora, eu luto MMA”, afirmou a combatente.

Mesmo com o ímpeto de fazer história e destronar Nunes, Germaine mostra respeito pelos feitos recentes da ‘Leoa’, que a cada apresentação vem se confirmando como a melhor atleta de MMA da história.

“Ela é a melhor, e eu vou encarar a melhor, a que venceu a todas as campeãs. Não ligo para o cinturão nem para ser campeã do UFC. Isso não me gera motivação e nem pressão. O que me importa é ter a melhor performance possível e encarar a melhor lutadora do mundo na atualidade”, finalizou.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments