Walker culpa antigo técnico em derrota para Corey Anderson: ‘Me estressou na semana da luta”

Xodó brasileiro desabafa sobre resultado negativo em momento de ascensão nos meio-pesados e confirma foco para voltar a vencer

J. Walker (esq.) em derrota para C. Anderson (dir.). Foto: Reprodução/Twitter UFC

O meio-pesado (até 93kg.), Johnny Walker, surgiu no Ultimate como uma das grandes promessas brasileiras dentro da organização. No entanto, uma dura derrota para Corey Anderson no UFC 244 caiu como um balde de água fria no combatente. Passados pouco mais de dois meses, o atleta justificou o revés a uma falha de seu treinador na semana do evento. Em entrevista ao ‘The Schmo’, Johnny falou sobre o incidente.

Veja Também

Treinador de Covington projeta retorno de ‘bad-boy’ ao octógono até maio
McGregor espera receber R$331 milhões em luta contra Donald Cerrone: ‘Muito feliz’
‘Cara-de-Sapato’ se lesiona e está fora de luta contra Makhmud Muradov no UFC Brasília

“Eu não aceito a derrota, porque eu sei que posso vencê-lo (Corey Anderson). Eu tive um problema durante a luta. Um problema na semana do combate. Tive um estresse com minha equipe. Então, eu aprendi muito e isso não vai acontecer de novo. Não vou mais treinar com meu último técnico pelo fato de o problema ser com ele”, declarou o brasileiro.

Sem especificar o desentendimento, Walker, que não expôs o responsável pelo incidente, voltou a falar sobre o quanto o incidente influenciou diretamente em seu desempenho contra Corey.

“Durante a semana de luta, ele (técnico) me estressou duas vezes e antes do duelo (também). Ele quase me machucou o ombro porque não sabia como segurar o aparador (de golpes) corretamente. Nós não combinamos muito bem na semana de luta. Durante muito tempo, comecei a ter isto, sabe, porque vivemos juntos, também sobre respeito. Algumas coisas não estão sendo cumpridas. Então, agora não tenho treinador. E eu estou pronto para recomeçar”, finalizou.

.Após três apresentações com nocautes meteóricos, não demorou muito para que Johnny Walker despontasse como um dos grandes nomes dos meio-pesados. No UFC 244, em novembro, no entanto, veio a queda. Johnny sucumbiu à força de Corey Anderson e amargou a primeira derrota pela organização. O atleta, agora, busca se reerguer e retormar a trajetória rumo à disputa de cinturão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Daniel Fonseca
8 meses atrás

A verdade é que entrou se achando e cheio de confiança, se fudeu e agora da desculpa. Pode ser que ele venha a ser um top 5. Mas começando a justificar derrota já é demais.

Fábio Silva
Fábio Silva
8 meses atrás

Desculpa de mau fodedor, são os culhões que atrapalham…