Thiago Pitbull explica decisão de lutar pelo Bare Knuckle: ‘Me deram o que eu queria’

Após fim de contrato com UFC, brasileiro afirma que lado financeiro foi primordial para se arriscar no ‘boxe sem luvas’

T. Pitbull atuará pelo Bare Knuckle em 2020. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Depois de ter seu contrato encerrado com o UFC, não demorou muito para que Thiago Pitbull decidisse onde atuaria em seus próximos compromissos. Após firmar contrato com o ‘Bare Knuckle FC’, o brasileiro explicou o motivo de ter optado pelo ‘boxe sem luvas’ ao invés de permanecer no MMA. Em entrevista ao ‘Ag.Fight’, o lutador falou sobre o assunto.

Veja Também

Paige VanZant se lesiona e Amanda Ribas enfrenta Randa Markos no UFC Brasília
Ex-técnico de Johnny Walker rebate acusação de ‘calote’: ‘Deveria ter preservado nossa história’
Próximo de retorno ao octógono, Cigano mantém sonho de recuperar cinturão: Objetivo é ser o número um’

“A negociação com o Bare Knuckle foi bem tranquila. Eu falei o que eu queria e eles me deram. São três lutas por ano (no contrato). Graças a Deus essa proposta vai me dar a oportunidade de deixar minha família tranquila pelo o resto da vida. Estou amarradão para lutar sem luva. Eu lutei MMA sem luvas no Brasil cinco vezes, com as regras do PRIDE, mas faz tempo. Acho que não tem muita diferença entre sair na mão com a luvinha de MMA e sem luva, mas eu vou estar preparado”, afirmou o atleta.

A confirmação do destino de Thiago foi divulgada pelo próprio presidente da nova companhia, David Feldman. O chefão afirmou ao ‘MMA Fighting’ que projeta a estreia do lutador na organização para abril ou maio. Com isso, Pitbull garante que já está em preparação para se apresentar nas melhores condições.

“Já estou treinando sem luva, deixando minha mão mais forte para poder partir a cabeça de vagabundo quando eu socar eles. Acho que não vai ter muita diferença, até por eu estar acostumado com luva de quatro onças. A diferença maior é para quem luta boxe ou kickboxing, que está acostumado com uma luva maior”, finalizou.

Thiago se apresentou no MMA por 18 anos. Ao todo, o cearense de 36 anos realizou 38 apresentações, vencendo 23 e sendo derrotado em 15 oportunidades; a última no compromisso contra Tim Means, no UFC Washington, em dezembro do ano passado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário