Thiago Marreta afirma não ter pressa para retorno, mas pede top 5 em nova luta

Lesionado desde que enfrentou Jon Jones, em julho do ano passado, atleta, que se recupera de duas cirurgias no joelho quer adversário da elite como próximo desafio

T. Marreta (foto) afirma que gostaria de enfrentar I. Adesanya. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Embora os fãs de Thiago Marreta estejam contando os minutos para verem o brasileiro de volta no octógono, o combatente afirma que não tem pressa para seu retorno às lutas. Se recuperando de duas graves lesões nos joelhos, o  combatente da Cidade de Deus (RJ) prefere não cravar uma data para ser visto de volta à ação, no entanto, em entrevista ao ‘Ag.Fight’, fez um pedido ao Ultimate.

Veja Também

Jairzinho Rozenstruik pede luta pelo cinturão, caso derrote Francis Ngannou
VÍDEO: Cris Cyborg quebra o nariz antes de luta por cinturão contra Julia Budd
Dana White
Após confusão na última semana, Dana White projeta Usman x Masvidal para o UFC 252

“Ainda é cedo para falar de uma volta e contra quem eu vou lutar. Até eu retornar muita coisa vai acontecer. Meu objetivo é voltar e ver o que o UFC tem para me oferecer. Acho que não vão me dar uma disputa de cinturão logo de cara, então espero enfrentar um top 5, alguém que venha de um bom momento, que eu ainda não venci, e que uma vitória me credencie para lutar pelo título novamente”, afirmou o brasileiro.

Thiago se tornou mundialmente conhecido no MMA após ter proporcionado a Jon Jones aquela que, para muitos, foi a maior luta da carreira do campeão dos meio-pesados (até 93kg.). Incontestável no Ultimate, o norte-americano precisou de cinco rounds para bater o brasileiro e saiu vencedor do duelo na decisão majoritária dos juízes.

Mesmo com o revés, o brasileiro saiu com moral do confronto. Atualmente, Marreta ocupa a primeira posição no ranking da categoria e aguarda estar 100% para poder dar seguimento em sua carreira.

O título, que já esteve próximo de suas mãos, será colocado em jogo novamente no próximo sábado (8), quando ‘Bones’ retornará ao octógono e enfrentará o invicto Dominick Reyes. Sobre o confronto, o brasileiro acabou apostando as fichas em seu último algoz.

“Acho que o Jon Jones vai manter esse cinturão. O Dominick Reyes é um excelente atleta, está em boa fase, mas acredito que o Jones consiga finalizar essa luta antes dos cinco rounds”, finalizou Thiago.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Tópico de comentário
0 Responder Comentário
0 Seguir
 
Comentário com mais reações
Tópico de comentários mais discutido
1 Comentários do autor
Nelson Antônio Novos comentários do autor
Nelson Antônio
Membro
Nelson Antônio

Conforme a matéria a forma da vitória de Jones sobre o Marreta foi por decisão foi majoritária, mas foi decisão divida (48-47, 47-48 e 48-47). Segundo o wik: uma decisão dividida é diferente de uma decisão majoritária. A decisão majoritária ocorre quando dois juizes escolhem o mesmo lutador como o vencedor, e o terceiro juiz marca um empate. A margem de vitória é maior na decisão majoritária. A decisão dividida é o resultado mais próximo possível para uma luta em que há um vencedor e um perdedor.