Michael Bisping se preocupa com futuro de Rafael Dos Anjos após nova derrota: ‘Para onde ele vai?’

Ex-campeão dos médios entende momento complicado de brasileiro, que vem de duas derrotas consecutivas

R. Dos Anjos vem de duas derrotas consecutivas no UFC. Foto: Reprodução/Facebook UFC

O brasileiro Rafael dos Anjos está longe da melhor fase que o projetou para o MMA no mundo. Ex-campeão dos leves (até 70kg.) e antigo desafiante ao cinturão interino dos meio-médios (até 77kg.), o atleta tem um retrospecto recente preocupante na carreira e o momento do carioca chegou às análises de Michael Bisping, que, em seu programa pessoal, ‘Belive You Me’, comentou sobre a situação de RDA.

Veja Também

Comentarista do UFC alerta Jon Jones sobre Dominick Reyes: ‘Maior desafio depois de DC’
Dana White crava revanche entre Holloway e Volkanovski, mas não oficializa data: ‘Em breve’
Jacaré enxerga duelo contra Uriah Hall como ‘recomeço’ e entende a obrigação de vencer

“É uma (derrota) dura para Dos Anjos porque para onde ele vai agora? O problema é que ele é muito baixo para o meio-médio. Sim, ele chega no peso dos meio-médios. Na verdade, duas semanas atrás, quando eu estava na academia, ele estava com 84 kg. Então ele não é um meio-médio pequeno. Mas ele é muito baixo. Olhe para Kamaru (Usman), olhe para (Michael) Chiesa. Existem alguns meio-médios grandes lá. Ele (Rafael) é muito grande para os leves, porque bater 70 kg o mata, e ele fez isso por um longo tempo. E ele é um pouco mais baixo que os outros no meio-médio. Ele é o candidato perfeito para uma divisão até 74 kg”, disse Bisping.

Rafael teve a oportunidade de se recuperar da derrota sofrida para Leon Edwards (em 2019) contra Chiesa, no UFC Raleigh, no fim de janeiro. O brasileiro se mostrou confiante no confronto, mas acabou sendo surpreendido por um adversário que cumpriu à risca a estratégia definida por sua equipe.

Dos Anjos se sagrou campeão dos leves em março de 2015, quando atravessava a melhor fase da sua carreira. O carioca chegou a realizar uma defesa de título, mas acabou perdendo o posto para Eddie Alvarez, em 2016.

Um ano depois, Rafael migrou para os meio-médios e, desde então, o combatente realizou oito apresentações, com quatro vitórias e derrotas.

Em seus últimos cinco compromissos, Dos Anjos saiu vitorioso em apenas uma oportunidade. O atleta precisa vencer em seu próximo duelo para não correr risco de ser dispensado pela organização.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário