Comentarista do UFC alerta Jon Jones sobre Dominick Reyes: ‘Maior desafio depois de DC’

Joe Rogan afirma que desafiante pode impor perigo real ao reinado de ‘Bones’ e sugere cuidado para não haver surpresas neste sábado

J. Jones (esq.) e D. Reyes (dir.) em encarada para o UFC 247. Foto: Reprodução/YouTube TheMacLife

O campeão dos meio-pesados (até 93kg.), Jon Jones está próximo de mais uma defesa de cinturão. Contra o invicto Dominick Reyes, em luta que acontece neste sábado (8), pelo UFC 247, o norte-americano espera manter sua hegemonia na categoria mas, ao que depender de Joe Rogan, ‘Bones’ precisa ter cuidado para não ser surpreendido pelo oponente. A declaração foi feita em seu programa ‘Joe Rogan Experience’.

Veja Também

Dana White crava revanche entre Holloway e Volkanovski, mas não oficializa data: ‘Em breve’
Jacaré enxerga duelo contra Uriah Hall como ‘recomeço’ e entende a obrigação de vencer
Dana White critica discussão entre Kamaru Usman e Jorge Masvidal em evento da NFL

“Eu acho que Dominick Reyes é o lutador mais perigoso que Jon Jones vai enfrentar desde Daniel Cormier”, disse Rogan.

O comentarista e entrevistador oficial do Ultimate fez questão de salientar as características de destaque do desafiante que o tornam um atleta que pode oferecer um perigo real a Jones.

“Acho que Dominick Reyes apresenta um conjunto de desafios muito singular. Em primeiro lugar, o comprimento. O recorde invicto, ele tem 12 vitórias e zero derrotas. Há uma confiança que vem com recordes invictos, e Dominick é extremamente confiante. Ele é um crente em si mesmo e essa crença em si mesmo o levou a parar caras como Chris Weidman, a nocautear a OSP (Ovince Saint Preux) a um segundo do fim. Ele tem fé no seu poder. Ele tem um poder de nocaute de um soco legítimo. Ele tem um grande trabalho de pés”, disse Rogan.

Com estreia no Ultimate em junho de 2017, Reyes precisou de seis apresentações até se credenciar para a sonhada disputa de cinturão. O atleta, que é profissional no MMA desde 2014, tem se tornado conhecido pela força física e o grande poder de nocaute.

Contra Jones, Dominick chegará à marca de 13 lutas em seu cartel. O norte-americano nunca foi derrotado em um confronto oficial.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments