Derrotado por Derrick Lewis, Ilir Latifi critica juízes por luta no UFC 247: ‘Estão brincando com atletas’

Sueco culpa equipe avaliadora, responsável por dar vitória a norte-americano; revés marcou o terceiro resultado negativo em sequência do lutador

D. Lewis (esq.) derrota I. Latifi (dir.) no UFC 247. Foto: Reprodução/Instagram @ufceurope

As polêmicas envolvendo os juízes do UFC 247, realizado no último sábado (8), em Houston (EUA), não ficaram só na luta principal do espetáculo. Um dos protagonistas da primeira luta do card principal, Ilir Latifi aproveitou para criticar os profissionais sobre sua derrota para Derrick Lewis no espetáculo. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o sueco falou sobre a situação.

Veja Também

Henry Cejudo provoca Volkanovski e sugere luta por terceiro título no UFC: ‘Quero seu cinturão’
Rogério Bontorin revela ‘dieta cruel’ para bater peso dos moscas: ‘Não comi nada essa semana’
Jan Blachowicz quer vitória sobre Corey Anderson para desafiar Jon Jones: ‘Quero ser o primeiro a derrotá-lo’

“Eu não fiquei chocado por terem me roubado. É triste ver que eles fizeram aquilo, porque isso é o futuro do esporte. Eles estão brincando com atletas, lutadores, vida que são colocadas em risco. Nós nos sacrificamos muito. Sacrificamos nossa saúde. Nós deixamos nossa família. Fazemos tanto, e deixar isso nas mãos dos juízes ou de uma comissão que não entende o esporte ou favorece alguém, é errado. Também devia haver consequências para isso”, afirmou o atleta.

O sueco voltou a inteirar que deveria haver punições para erros de contabilização por parte dos juízes. Segundo o atleta, a mesma retórica utilizada contra lutadores, deveria ser aplicada aos profissionais externos, quando cometerem erros.

“Quando os lutadores erram ou quebram as regras, são punidos por isso. Mas, quando os juízes fazem mal ou roubam as pessoas das suas lutas, não há consequências. É mau. Afeta os combatentes. As pessoas podem dizer ‘na próxima, você fará uma grande luta’, mas de certa forma fo**-se isso. Eu fiz tudo por essa luta. Eu entrei como o grande ‘azarão’. Acho sinceramente que os juízes e toda a gente lá não pensaram que eu duraria um minuto e eu entrei e o dominei. Não foi talvez como eles pensavam, mas essa é a verdade”, finalizou.

O revés para Lewis fez com que a situação de Latifi dentro da organização se tornasse complicada. O atleta precisava vencer para afastar uma sequência de dois reveses negativos. Com a derrota, o atleta inteirou o terceiro resultado negativo e corre risco de dispensa pela organização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário