Ultimate encaminha trilogia entre Maurício Shogun e Rogério Minotouro para o UFC São Paulo, em maio

Brasileiros trocam forças pela terceira vez 15 anos após o primeiro encontro, no PRIDE; curitibano leva vantagem por ter vencido nas duas ocasiões

M. Shogun (esq.) faz trilogia contra R. Minotouro no UFC São Paulo, em maio. Foto: Montagem SL/MMA Press

O Ultimate está próximo de confirmar um confronto que, certamente, mexerá com os ânimos dos brasileiros. A empresa encaminha a trilogia entre Maurício Shogun e Rogério Minotouro para o UFC São Paulo, que acontece em 6 de maio, na capital paulista. A informação foi divulgada pelo repórter da ‘ESPN’, Brett Okamoto, na tarde desta quinta-feira (20), em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Veja Também

Chris Weidman tem acordo verbal para enfrentar Jack Hermansson no UFC Oklahoma City
Dan Hooker espera vitória sobre Paul Felder, neste sábado, para desafiar Justin Gaethje
Em publicação, Donald Cerrone sugere volta ao octógono em março ou abril

Shogun e Minotouro foram responsáveis por protagonizar a uma das lutas mais empolgantes dos últimos tempos, em 2005, pelo extinto PRIDE. Na ocasião, ambos no ápice de suas carreiras, os combatentes travaram um confronto inesquecível no qual Maurício acabou saindo vencedor na decisão unânime dos juízes após três rounds muito disputados.

Em 2015, 10 anos depois, Rogério recebeu sua tão aguardada revanche. Agora, pelo Ultimate, os combatentes foram colocados novamente frente a frente em uma das lutas do UFC 190. Assim como no primeiro encontro entre os brasileiros, Shogun levou a melhor e sacramentou a vitória por decisão unânime.

Neste ano, a situação dos atletas se encontra diferente. Vindo de empate contra Paul Craig, Shogun precisa mostrar que ainda é capaz de atuar em alto nível contra grandes nomes da empresa. O brasileiro de 38 anos, em novembro, chegou a anunciar, em entrevista ao SUPER LUTAS, que ainda não tem planos de se aposentar, embora reconheça que o momento não esteja distante.

Com 43 anos, Minotouro vive um momento de instabilidade dentro da organização. Se lutar desde o duro nocaute sofrido para Ryan Spann, no UFC 237, em maio do ano passado, o atleta vem oscilando entre vitórias e derrotas na carreira. Em suas últimas seis apresentações, o brasileiro amargou quatro reveses.

Ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg.), Maurício, hoje, ocupa a 15ª colocação no ranking da categoria. Rogério, por sua vez, tenta uma vitória para retornar à elite da categoria.

Luta principal do card

Para assumir o protagonismo do UFC São Paulo, o Ultimate negocia o encontro entre o Henry Cejudo e o ex-campeão dos penas (até 65,7kg.) na disputa pelo cinturão dos galos (até 61,2kg.). Embora o contrato ainda não tenha sido assinado, os atletas já promovem o confronto e contam com o aval do presidente da organização, Dana White, para que o embate saia do papel.

Aldo chega à condição de desafiante após uma estreia convincente nos galos. Mesmo sendo derrotado por Marlon Moraes em uma das lutas do UFC 245, ocorrido em dezembro, o manauara conseguiu convencer os promotores da companhia, além do atual campeão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário