Henry Cejudo vai ‘defender’ título dos moscas após enfrentar José Aldo, diz empresário

Ali Abdelaziz afirma que norte-americano pretende voltar à antiga divisão, que segue sem campeão após a vitória de Deiveson Figueiredo sobre Joseph Benavizes no UFC Norfolk

H. Cejudo e seus dois cinturões. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

A vitória de Deiveson Figueiredo sobre Joseph Benavidez na luta principal do UFC Norfolk, que aconteceu no último sábado (29), nos Estados Unidos, colocou um ponto de interrogação no que diz respeito à continuidade da categoria dos moscas (até 56,7kg.). Sem um campeão oficial, o empresário de Henry Cejudo, Ali Abdelaziz, afirmou que o antigo número um pretende voltar à categoria para dar seguimento ao seu ‘reinado’. A declaração foi feita em sua conta no ‘Twitter’.

Veja Também

Após vitória no UFC Norfolk, Deiveson Figueiredo se declara campeão: ‘Só não tenho o cinturão’
Amanda Nunes se manifesta após vitórias de Megan Anderson e Felicia Spencer: ‘Pronta para as duas’
Henry Cejudo ironiza vitória de Deiveson Figueiredo no UFC Norfolk: ‘Ainda campeão’

Henry Cejudo vai defender seu título dos moscas depois da luta contra (José) Aldo”, escreveu Ali.

A situação da divisão se complicou depois que Deiveson falhou no corte de peso, na última sexta-feira (28), na luta que o credenciaria para a disputa do título vago da categoria. Após o incidente, o cinturão poderia ir apenas para Joseph Benavidez, adversário do brasileiro, que cumpriu o compromisso com a balança.

No confronto, o paraense acabou saindo vencedor com um nocaute fulminante no segundo round de combate. A situação, então, fez com que o título dos moscas continuasse vago e acabou mantendo Cejudo como ‘campeão simbólico’, já que o atleta havia abditado de seu posto em dezembro para atuar entre os galos (até 61,2kg.), onde também é o dono da cinta.

Logo após o UFC Norfolk, Henry foi às redes sociais para provocar os atletas envolvidos na categoria, sugerindo que ainda seria o ‘rei’ do grupo.

Antes do card do último final de semana acontecer, o presidente do Ultimate, Dana White, não poupou críticas a Figueiredo, a quem chamou de antiprofissional, considerando a falha do paraense como um desrespeito à organização.

O UFC ainda não se manifestou sobre o que acontecerá com a categoria. Existe, porém, o temor de que a categoria volte a ser assombrada pela possibilidade de ser extinta, algo que quase aconteceu há alguns anos, por se tratar de uma divisão com poucos atletas e carente de muito prestígio dentro da empresa.

Henry Cejudo está escalado para enfrentar José Aldo na luta principal do UFC 250, que acontece em 9 de maio, em São Paulo. Esta será a primeira defesa de cinturão do norte-americano entre os galos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments