Charles do Bronx e Gilbert Durinho recebem bônus por ‘Performance da Noite’ no UFC Brasília

Brasileiros recebem prêmio de US$50 mil após vitórias no card; ‘Melhor Luta’ vai para Mayra Sheetara contra Maryna Moroz

C. Do Bronx (foto) após vitória no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Os brasileiros Charles do Bronx e Gilbert Durinho tiveram um motivo a mais para sorrir após a realização do UFC Brasília, que aconteceu neste sábado (14), na capital federal. Além de conquistarem grandes vitórias, os atletas foram premiados com o bônus de ‘Performance da Noite’. Cada um receberá US$50 mil (cerca de R$246 mil) como recompensa pelos bons desempenho. Outra atleta tupiniquim, Mayra Sheetara, junto com sua oponente, Marina Moroz, também foi bonificada pela ‘Melhor Luta’.

Veja Também

VÍDEO: Assista a vitória de Nikita Krylov sobre Johnny Walker no UFC Brasília
VÍDEO: Assista a finalização de Charles do Bronx sobre Kevin Lee no UFC Brasília
Charles do Bronx finaliza Kevin Lee no UFC Brasília e pede chance por cinturão: ‘Eu sou o melhor do mundo’

Quando subiu no octógono, Charles sabia que não contaria com o calor do público brasileiro no evento, já que o Ultimate, após determinação do governo do Distrito Federal, realizou o espetáculo com portões fechados como medida de precaução ao coronavírus. O atleta, porém, conseguiu, novamente, um bom desempenho diante de Kevin Lee e venceu com uma finalização no terceiro round. O triunfo sobre um grande adversário influenciou na ‘bolada’ recebida pelo brasileiro.

Um dos momentos mais espetaculares da noite foi protagonizado por Gilbert Durinho. No duelo de especialistas no jiu-jitsu contra Demian Maia, o niteroiense conseguiu se sobressair mas foi com os punhos que conquistou a vitória. Logo no primeiro round, Gilbert surpreendeu o compatriota com um cruzado de esquerda, que levou o oponente a nocaute. O golpe fatal de Durinho acabou valendo US$50 mil.

O tradicional prêmio de ‘Luta da Noite’ acabou sendo entregue a uma disputa ocorrida no card preliminar. Mayra Sheetara e Maryna Moroz realizaram uma batalha equilibrada em que a a ucraniana acabou levando a melhor sobre a brasileira, que retornava ao octógono após mais de um ano afastada por lesões. Mesmo derrotada e perdendo a invencibilidade na carreira, a mineira deixa o espetáculo de bolso cheio.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário