Após derrota no UFC Brasília, Demian Maia sugere Donald Cerrone ou Diego Sanchez para luta de despedida

Depois de sofrer o segundo nocaute em sua carreira, lenda de 42 anos pensa em último ato antes da aposentadoria

D. Maia sugere luta contra D. Cerrone ou D. Sanchez antes da aposentadoria do MMA. Foto: Reprodução/Facebook UFC

O UFC Brasília, que aconteceu neste sábado (14), não trará boas lembranças para Demian Maia. O atleta de 42 anos, que vinha em uma sequência de três vitórias foi duramente nocauteado pelo compatriota, Gilbert Durinho e, agora, planeja sua última luta antes de se retirar do MMA. Em entrevista ao ‘BJPenn.com’, o paulista sugeriu dois nomes para seu compromisso de despedida do esporte.

Veja Também

Charles do Bronx e Gilbert Durinho recebem bônus por ‘Performance da Noite’ no UFC Brasília
VÍDEO: Assista o nocaute de Gilbert Durinho sobre Demian Maia no UFC Brasília
Gilbert Durinho surpreende e vence Demian Maia por nocaute no UFC Brasília

Maia tem apenas mais uma luta em seu contrato atual com o Ultimate e pretende, como já vem dizendo há algum tempo, ícone do jiu-jitsu não pretende alongar a carreira por muito mais tempo. Pensando assim, o combatente pediu que seu próximo compromisso seja contra Donald Cerrone ou Diego Sanchez.

Esta não é a primeira vez que Demian pede para enfrentar Sanchez. Depois que derrotou Ben Askren no UFC Singapura, em outubro do ano passado, o brasileiro já havia pedido para enfrentar o norte-americano. No entanto, o desejo do atleta não foi atendido e Diego acabou sendo escalado para encarar Michel Pereira, no UFC Rio Rancho.

Um embate contra Cerrone, que é um dos lutadores mais tarimbados da organização poderia ser interessante para os fãs e trazer muita audiência para a empresa. Donald, que não vive uma boa fase na carreira, já que saiu derrotado em seus últimos três compromissos, é famoso por não rejeitar desafios. O norte-americano, que precisa retomar a boa fase, pode enxergar, no confronto contra um brasileiro renomado, a oportunidade de se recuperar na carreira.

O duelo contra Durinho marcou a 38ª apresentação na carreira de Demian Maia. O atleta, hoje, soma 28 vitórias e 10 reveses. O paulista já disputou o cinturão do UFC em duas oportunidades: a primeira em 2010, pelos médios (até 83,9kg.), quando perdeu para Anderson Silva; e a segunda, em 2017, quando foi batido por Tyron Woodley pelo título dos meio-médios (até 77kg.).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments