Polícia sugere que, além de álcool, Jon Jones pode ter consumido maconha na noite da prisão

Agentes responsáveis pela ocorrência afirmam que lutador tinha resquícios material semelhante a cannabis em suas roupas

J. Jones volta a ser preso nos Estados Unidos. Foto: Reprodução/Facebook Jon Jones

Na última quinta-feira (26), Jon Jones voltou a figurar nas páginas policiais. O atleta foi detido por dirigir embriagado, portar uma garrafa de bebida alcoólica e fazer uso negligente de arma de fogo em Albuquerque, nos Estados Unidos. Membros na perícia ainda confirmaram que o atleta pode ter feito uso de maconha, já que foram encontradas nas roupas de ‘Bones’ substâncias semelhantes à cannabis, que é ilegal em alguns estados norte-americanos. A informação foi divulgada pelo ‘MMA Junkie’.

Veja Também

Thiago Marreta e outros rivais comentam nova prisão de Jon Jones
Jon Jones é preso por uso de arma de fogo e dirigir embriagado
Com luta marcada para abril, Glover Teixeira segue treinando, mas com precauções

Jones foi abordado pela polícia após as autoridades terem ouvido um disparo de arma de fogo. Os oficiais, então, encontraram Jon com seu carro estacionado e, após a abordagem, constataram que havia um revólver embaixo do bando do motorista, além de um projétil, fora do carro. Após análise, foi constatado que a bala confere com o modelo do objeto portado por ‘Bones’.

Segundo Jason Brown, primeiro agente a chegar no local do incidente, o campeão meio-pesado (até 93kg.) do UFC tinha os olhos vermelhos – que é indício do consumo de maconha – e, após conversar com o lutador, sentiu o odor de bebida alcoólica, supondo, então, que o atleta havia consumido. O combatente, então, foi detido por embriaguez na direção.

Brian Johnson, outro policial a chegar no local para auxiliar na ocorrência envolvendo Jones escreveu sobre os procedimentos adotados no caso.

“Jonathan (Jon Jones) realizou testes de sobriedade e teve performance baixa em todos eles. Ele também falhou em dois ou três testes alternativos. Ele foi revistado e preso”, escreveu o agente.

Jones foi liberado na mesma noite, mas, segundo o diretor de comunicação da promotoria de Albuquerque, Michael Patrick, o campeão deverá comparecer no tribunal para audiência a ser realizada em 8 de abril.

Ficha de acusações a J. Jones divulgada pela polícia de Albuquerque. Foto: Reprodução

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments