Com luta marcada para abril, Glover Teixeira segue treinando, mas com precauções

Vivendo a incerteza se vai enfrentar Anthony Smith, meio-pesado segue com a preparação, mas com número reduzido de companheiros de equipe

G. Teixeira em pesagem pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook UFC

A pandemia do coronavírus (COVID-19) segue afetando a rotina de atletas do Ultimate. Com três eventos adiados até o momento, a empresa segue buscando formas para que seu calendário não seja mais alterado. Preocupado com seu próximo compromisso, marcado para 25 de abril, Glover Teixeira falou sobre seus treinamentos para enfrentar Anthony Smith no UFC Lincoln, nos Estados Unidos. O mineiro falou sorbe a preparação para o duelo em entrevista ao ‘Combate’.

Veja Também

Daniel Cormier acredita que Dana White vai fazer UFC 249 acontecer: ‘Não duvido dele’
Jon Jones é preso por uso de arma de fogo e dirigir embriagado
Anthony Johnson revela motivo que o fez desistir da aposentadoria

“Os treinos estão ótimos. Estou bem focado na luta. Estou treinando, pois a luta continua marcada. As academias estão fechadas, mas eu vou na minha própria academia, e o grupo que treino é pequeno, são uns cinco ou seis caras, no máximo. Estou mantendo isso aí”, declarou o brasileiro.

A disputa contra Smith representa uma grande oportunidade para o ex-desafiante ao cinturão retornar à elite da categoria. Em boa fase, vindo de três vitórias consecutivas, o mineiro, hoje, ocupa a oitava posição no ranking da divisão, enquanto seu oponente figura em terceiro lugar.

Glover atuou pela última vez em setembro do ano passado, quando bateu Nikita Krylov em uma das lutas do UFC Vancouver.

Assim como Teixeira, Smith vê o duelo contra o brasileiro uma chance para poder voltar à condição de desafiante ao título do grupo. O atleta teve a chance de ser campeão em março do ano passado, mas acabou derrotado por Jon Jones na luta principal do UFC 235.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments