Thiago Marreta e outros rivais comentam nova prisão de Jon Jones

Atletas criticam nova polêmica envolvendo o astro do MMA, que foi detido na última quinta-feira, nos Estados Unidos

T. Marreta (foto) comenta nova prisão de Jon Jones. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O astro do MMA, Jon Jones voltou a ser manchete nas páginas policiais. Detido nos Estados Unidos após dirigir sob efeito de álcool e suposto uso indevido de arma de fogo, a prisão do campeão dos meio-pesados (até 93kg.) foi comentada por rivais na categoria, que ironizaram o incidente e voltaram a criticar o lutador. Jan Blachowicz, Thiago MarretaDominick Reyes e outros combatentes usaram as redes sociais para comentar o caso.

ASSISTA O VÍDEO DA PRISÃO DE JON JONES

Veja Também

Vídeo mostra abordagem da polícia e Jon Jones sendo algemado durante a prisão
Jon Jones é preso por uso de arma de fogo e dirigir embriagado
VÍDEO: Treinando sozinho, McGregor mostra habilidade no Boxe: ‘A precisão supera a potência…’

“Vamos lá, Jon. Você deveria ter encontrado uma maneira mais inteligente de se esconder de mim do que na cadeia”, escreveu Blachowicz, que é contado como próximo desafiante ao título de ‘Bones’.

Dois atletas que enfrentaram recentemente o campeão e apresentaram duros desafios ao reinado do norte-americano também não perderam a oportunidade de cutucar o rival. Adversário do norte-americano em 2019, Thiago Marreta não perdeu a chance de alfinetar o antigo oponente.

“Acho que os meio-pesados precisam de um novo campeão (um que não esteja sempre encrencado). Acho que eu e (Dominick) Reyes deveríamos lutar pelo título”, publicou Marreta.

Responsável pelo desafio mais duro de Jon, tendo, inclusive, para muitos, vencido o combate realizado em fevereiro deste ano, Dominick não perdeu a oportunidade de comentar o novo episódio vivido pelo campeão.

“Isso é muito inacreditável. Chega a ser cômico”, escreveu Reyes.

Ácido como sempre, Colby Covington não poderia perder a oportunidade de ‘tirar uma casquinha’ da situação vivida por Jones. O meio-médio usou da ironia para comentar sobre a prisão.

“Viram? Não precisa de pânico. O mundo segue perfeitamente normal”, escreveu o ‘Caos’, fazendo um paralelo com a tensão mundial vivida por conta do coronavírus.

Rival confesso de ‘Bones’, Israel Adesanya, que já manifestou o desejo de subir de divisão e se testar contra o campeão meio-pesado, publicou uma imagem em que aparece rindo ao observar a tela de um celular.

“Acordei deste jeito”, escreveu o campeão dos médios (até 93kg.).

Não foram apenas críticas que cercaram as redes sociais comentando a nova polêmica envolvendo a lenda das artes marciais mistas. Campeã das mocas (até 56,7kg.), Valentina Shevchenko preferiu não disparar contra o companheiro de trabalho e fez uma publicação de apoio ao norte-americano.

“Tão triste que o mundo moderno é tudo sobre propaganda. Agora, muitas pessoas começam a insultar Jon Jones sem saber a sua situação real. Lutando no mesmo card e eu pude ver que ele é um homem bondoso e nobre. Ele está em tempos difíceis, mas voltará mais forte”, escreveu a quirguistanesa.

Recentemente aposentado, Ben Askren preferiu adotar um tom mais brando em seu comentário. O apenas questionou o motivo de ‘Bones’ dirigir sob efeito de álcool, quando poderia ter tomado pedidas preventivas.

“Pela minha vida, não consigo entender porque ele não contrata um amigo e não paga a ele US$ 50 mil (aproximadamente R$255 mil) para ser seu motorista”, publicou o norte-americano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário