Valentina Shevchenko publica vídeo lutando aos 14 anos contra adversária mais velha

Atual campeã das moscas compartilha imagens de uma das suas primeiras apresentações profissionais nas artes marciais

V. Shevchenko (dir.) posa com uma de suas primeiras adversárias nas artes marciais. Foto: Reprodução/Twitter @BulletValentina

Nos últimos anos, Valentina Shevchenko tem construído uma grande reputação dentro do MMA. Campeã das moscas (até 56,7kg.) do UFC desde dezembro de 2018, a atleta compartilhou um vídeo em que se apresenta em uma luta de kickboxing aos 14 anos contra uma oponente 11 anos mais velha. Sem o uso do equipamento de proteção para a cabeça, a quirguistanesa acabou vencendo o combate e já mostrava ser uma grande promessa nos esportes de combate.

Veja Também

UFC cria lista de precauções para realizar eventos durante a pandemia
Homem invade a casa de Anthony Smith e atleta revela drama em luta corporal: ‘Combate mais difícil da vida’
Ginásio do Ibirapuera vai ser utilizado como base hospitalar e UFC 250 deixa São Paulo

“(Eu) com 14 anos e minha oponente de 25. Uma das primeiras lutas profissionais nas artes marciais. Aconteceu em Omã (Península Arábica). Naquela época, as lutas femininas nos países muçulmanos eram raras. Eles tentaram me forçar a colocar o capacete, mas, sendo rebelde, eu recusei” escreveu a lutadora.

Com talento indiscutível, Valentina estreou no MMA em abril de 2003, aos 15 anos. Logo em seu debute, a combatente deu seu cartão de visitas e derrotou Eliza Aidaralieva por nocaute no segundo round em luta realizada no Quirguistão.

Desde então, Shevchenko teve 21 compromissos, vencendo 18 e sendo derrotada em três ocasiões, duas delas para a brasileira Amanda Nunes.

Valentina fez sua primeira luta pelo Ultimate em dezembro de 2015. Desde então, a atleta fez 10 lutas e teve duas disputas de cinturão: uma entre as galos (até 61,2kg.), em 2017 (foi derrotada pela ‘Leoa’); e a outra, já entre as moscas, em 2018, quando se sagrou campeã da divisão.

Até o momento, Valentina defendeu seu título em três ocasiões. A combatente se preparava para uma nova disputa pelo seu reinado, no UFC 251, na Austrália, mas uma lesão impediu a campeã de continuar no card. A adversária seria Joanne Calderwood.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário